Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Clear

Mundo Veja qual o verdadeiro poder de fogo do Hamas contra Israel

Compartilhe esta notícia:

Embora sejam o lado mais fraco, Hamas e Jihad Islâmica têm armas suficientes para atacar Israel e já experimentaram diferentes táticas. (Foto: Reprodução de vídeo)

O conflito entre grupos palestinos na faixa de Gaza e as Forças Armadas israelenses têm causado morte e sofrimento em ambos os lados. O conflito, contudo, é bastante assimétrico.

O poder bélico de Israel é consideravelmente maior. O porte de sua Força Aérea, seus drones armados e sofisticados sistemas de coleta de informação permitem que o país atinja praticamente qualquer alvo em Gaza. O governo israelense tem repetido que seus ataques se restringem a pontos usados para fins militares.

Gaza é, entretanto, uma região densamente povoada. A população está muitas vezes próxima de instalações usadas pelos grupos Hamas e Jihad Islâmica, que em algumas ocasiões chegam a esconder suas atividades em edifícios majoritariamente usados por civis. Fatores como esses tornam quase impossível se evitar mortes entre cidadãos comuns.

Embora sejam o lado mais fraco, Hamas e Jihad Islâmica têm armas suficientes para atacar Israel e já experimentaram diferentes táticas.

Um porta-voz do Exército israelense mencionou que uma “unidade de elite do Hamas” já havia tentado se infiltrar em Israel por um túnel construído no sul de Gaza. Os militares israelenses teriam sido alertados sobre a investida e, segundo o porta-voz, conseguiram fazer com que o túnel fosse implodido.

O armamento mais significativo no arsenal palestino são, de longe, seus mísseis superfície-superfície. Parte deles, acredita-se, entra em Gaza por túneis cavados a partir da península do Sinai, no Egito. Essa também seria a origem de outros artefatos que têm sido usados nos últimos dias, como os mísseis guiados antitanque Kornet.

A maior parte do arsenal de Hamas e Jihad Islâmica vem, contudo, da própria faixa de Gaza, que conta com uma capacidade produtiva relativamente complexa e sofisticada para esses armamentos.

Especialistas internacionais, inclusive israelenses, acreditam que o know-how iraniano e a assistência do país tenham um papel importante no crescimento da indústria bélica na região. Com informações da BBC.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Saiba o que é o grupo palestino Hamas, que enfrenta Israel
Índia pede que não chamem mutação de “variante indiana”
Deixe seu comentário
Pode te interessar