Terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Partly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Dicas de O Sul Viva Porto Alegre a Pé passeia pela boemia do bairro Bom Fim

Compartilhe esta notícia:

Bairro foi o catalisador da efervescência cultural nos anos 80

Foto: Divulgação SMC
Bairro foi o catalisador da efervescência cultural nos anos 80. (Foto: Divulgação SMC )

A Secretaria Municipal da Cultura, por meio da DPM (Diretoria de Patrimônio e Memória), marcou para sábado (11) o último Viva Porto Alegre a Pé de 2021. Organizado pelo Centro de Pesquisa Histórica da DPM, o passeio temático aborda as memórias da boemia no Bom Fim.

Com tema inédito, o tour começa 18h, já aproximando os participantes da atmosfera noturna. Com a orientação do jornalista e escritor Paulo César Teixeira, a atividade terá a participação especial de Antônio Carlos Ramos Calheiros, o Toninho do Escaler.

Foi no Bom Fim, junto à avenida Osvaldo Aranha, que se estabeleceram os bares mais simbólicos e representativos da efervescência cultural da vida noturna na cidade. Por ali passaram todas as tribos – dos hippies dos anos 1970 aos punks e darks dos anos 1980 e 90 – numa cena rock, pop e blues, movida a bebidas, conversas intelectuais e ao som de músicos e bandas locais como Giba-Giba, Bebeto Alves a astros nacionais como Rita Lee e Camisa de Vênus, que faziam shows no Auditório Araújo Vianna ou no parque.

Sob os jacarandás da Redenção ou entre as palmeiras da avenida, a vagar pelas mesas dos diversos bares, lancherias e casas noturnas, os boêmios cultivaram seus melhores tempos.

Quem conheceu ou já ouviu falar da Esquina Maldita, ou bebeu no Luar, comeu na Lancheria do Parque, dançou no Ocidente ou ouviu música no Escaler? Esses e outros lugares impregnaram a memória do porto-alegrense e de tantos outros, que fizeram do Bom Fim seu reduto notívago. Noite adentro ou nos fins de tarde dos domingos, o Bom Fim trará para sempre estas lembranças.

Paulo César Teixeira é autor dos livros Nega Lu – Uma Dama de Barba Malfeita, Rua da Margem – Histórias de Porto Alegre, Esquina Maldita e Darcy Alves – Vida nas Cordas do Violão.

Em coautoria com o convidado especial do passeio e proprietário do emblemático bar, Antônio Carlos Ramos Calheiros, escreveu Escaler – Quando o Bom Fim era Nosso, Senhor! Atualmente, é editor do portal Rua da Margem. As vagas são limitadas. É obrigatório o uso de máscaras e manter distanciamento durante o evento. Em caso de chuva, será transferido.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Dicas de O Sul

Posto de Arrecadação Fiscal não terá atendimento presencial nesta quarta-feira em Porto Alegre
Organização Mundial da Saúde pede mais proteção para crianças, as mais afetadas pela nova onda da pandemia
Deixe seu comentário
Pode te interessar