Últimas Notícias > | > O preço ainda limita a venda de carros elétricos no Brasil

Ações emergenciais amenizam efeitos de chuva e temporal em Porto Alegre

Prioridade são locais que apresentam riscos à população e vias de grande movimento, com bloqueio total ou parcial.  (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) atua para minimizar os impactos das chuvas que atingiram Porto Alegre desde a última sexta-feira (3). Prioridade são locais que apresentam riscos à população e vias de grande movimento, com bloqueio total ou parcial.

Durante a tarde desta segunda-feira (6) o secretário Ramiro Rosário se reuniu com outros setores da Prefeitura, como a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) e Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), para avaliar a ação das equipes aos danos causados pelas fortes chuvas dos últimos dias.

De sexta-feira até o final desta segunda, as Equipes de Manejo Arbóreo (EMA) atuaram em pelo menos 19 quedas de árvores e 15 casos de quedas de galhos. Dois dos atendimentos foram realizados com apoio das equipes da CEEE, em virtude do envolvimento de fiações de energia elétrica. Profissionais das equipes de zeladoria urbana do DMLU atuaram na limpeza e no recolhimento do lixo espalhado durante o evento climático. As equipes do Dmae e da Coordenação de Águas Pluviais também trabalham em pontos que apresentaram alagamentos ou acúmulo de água.

Já as equipes da Divisão de Conservação de Vias Urbanas (DCVU) estão realizando ação emergencial de tapa-buracos na avenida Plínio Brasil Milano, que foi fortemente danificada pelas chuvas. Ainda nesta semana, o local será vistoriado pelas equipes de pequenas obras de redes pluviais da SMSUrb. As equipes da DCVU também trabalham em outros pontos, considerados emergenciais, como a rua Coronel Lucas de Oliveira com avenida Protásio Alves e rua Carlos Trein Filho (Praça da Encol).

As equipes pedem a colaboração da população para que faça o registro de demandas por meio do Sistema Fala Porto Alegre 156, para que os técnicos tomem conhecimento dos casos.