Últimas Notícias > Colunistas > Mala$ do João

Campeão da Champions, Alisson é eleito o melhor goleiro do mundo

Alisson é titular da Seleção Brasileira e ex-goleiro do Internacional. (Foto: Reprodução)

Campeão da Champions League com o Liverpool, melhor goleiro da Europa e, agora, melhor goleiro do mundo. A temporada de 2018/2019 será para sempre marcante para o brasileiro Alisson, 26 anos, que nesta segunda-feira (23) foi eleito o melhor jogador da sua posição pela Fifa. Ele também ficou na seleção dos 11 escolhidos pela entidade máxima do futebol.

“É um grande prazer receber esse prêmio, que representa tudo o que eu trabalhei na minha vida até chegar aqui”, disse ele na cerimônia do Fifa The Best 2019, que aconteceu no Teatro alla Scala, em Milão, na Itália.

Alisson recebeu o troféu das mãos de Marta, jogadora que mais vezes venceu o prêmio de melhor do mundo (seis) e a quem ele chamou de “rainha”.

Na disputa da Fifa, Alisson superou o compatriota e seu reserva na Seleção Brasileira, Ederson (do Manchester City, campeão inglês), e o alemão Ter Stegen, do Barcelona. O técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, foi eleito o melhor treinador da temporada.

Durante a Champions League deste ano, Alisson sofreu apenas 12 gols em 13 jogos. Muito disso se deve à solidez defensiva da equipe montada por Klopp e que também contou com o zagueiro holandês Virgil van Dijk. Ele concorreu ao prêmio de melhor jogador do mundo e ficou em segundo lugar.

O goleiro brasileiro não está jogando pelo Liverpool neste momento. Ele sofreu uma lesão no início da temporada e ainda não se recuperou.

Europa

Assim como em 2018, neste ano Alisson foi o único brasileiro indicado para os prêmios de melhores jogadores da temporada da Uefa. A diferença foi que desta vez ele ganhou. O campeão da Champions League pelo  Liverpool foi eleito o melhor goleiro da Europa.

O anúncio foi feito no dia 29 de agosto durante o sorteio dos grupos para o principal torneio continental. Alisson superou o francês Lloris (do Tottenham Hotspur-ING) e o holandês Ter Stegen (Barcelona-ESP).

“Os brasileiros sempre acompanham a Champions League. Sempre foi meu objetivo jogar na Europa e ganhar uma Champions. Espero que venha mais pela frente”, disse o ex-goleiro do Inter. Em 2018, também finalista, o brasileiro havia sido superado pelo costarriquenho Keylor Navas, do Real Madrid.

No dia 1º de junho, o Liverpool venceu o Tottenham por 2 a 0, no Estádio Wanda Metropolitano, em Madri, na Espanha, e conquistou a Liga dos Campeões após 14 anos – o seu sexto título. O gol de Salah, marcado logo no primeiro minuto, ocorreu após um pênalti polêmico. A arbitragem assinalou mão de Sissoko e confirmou depois de acionar o VAR. No fim do jogo, aos 42 do segundo tempo, Origi decretou a vitória inglesa.