Últimas Notícias > Colunistas > Leandro Mazzini

É o Jaques

Jaques Wagner é o amigo mais próximo de Lula, tem a experiência de dois mandatos no governo da Bahia. (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Embora negue, é Jaques Wagner o plano B de Lula para a presidência, soube a Coluna. O PT prepara Fernando Haddad para plano C – e para coordenar a sua campanha. Jaques é o amigo mais próximo de Lula, tem a experiência de dois mandatos no governo da Bahia, fez o sucessor, é respeitado em vários partidos, sabe articular, e como judeu traz a confiança dos investidores – até isso pesa, avalia um grão petista. É também forte em campanha. Quando eleito na Bahia, aparecia em quarto nas pesquisas eleitorais a duas semanas do pleito. Virou o jogo. Lula acredita que pode ser a surpresa de 2018.

Desceu

Parece demérito, após quase chegar lá. Aécio Neves, hoje, é candidato a deputado federal pelo PSDB. A médio prazo, quer ser presidente da Câmara Federal.

Pela tangente

A longo prazo, caso avance a proposta do Parlamentarismo defendida pelo PSDB, MDB e outros partidos, Aécio sonha ser primeiro-ministro.

Tensa, de novo

Dilma Rousseff anda nervosa. A base de remédios, de novo, confidenciam próximos. É a tensão pré-eleitoral. Ela vai disputar o Senado por Minas. Com grande chance.

A causa

O perigo para Dilma – e isso tira seu sono – é o TRE. Os jurídicos de DEM, PSDB e MDB no Estado estão com a ação de impugnação na gaveta à espera da candidatura.

Desafio do Rio

A sondagem da Paraná Pesquisas de semana passada aponta alta taxa de rejeição – entre 47% e 72,5% – de todos os conhecidos políticos do Estado do Rio potenciais candidatos para o Palácio Guanabara. Em suma, o eleito não será o preferido do povo. Será por falta de opção, e virá muito mal na fita. Terá de convencer.

Guerra civil

O Estado do Pará já contabilizou somente no primeiro semestre mais de 2 mil assassinatos – cerca de 10 por dia. Sim, homicídios. E esses são apenas os dados oficiais da Secretaria de Segurança.

O aliado

O Estado de Israel apoia Jair Bolsonaro (PSL) para presidente do Brasil. São constantes os relatos do embaixador Yossi Shelley em Brasília para quem o visita. Os Estados Unidos apenas monitoram, por ora.

O motorista

Um segredo presidencial ronda o staff de Michel Temer. Onde o presidente da República vai, sozinho, dirigindo um carro de vidro fumê, quando está em São Paulo.

De perto

Sigilo absoluto por questão de soberania nacional. Temer acha que segue sozinho. Mas o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) não deixa. Nunca. Sempre há bons seguranças à distância e no destino.

Grande Itamar

O caso de Temer remete a uma hilária história narrada por Jorge Bastos Moreno: Itamar Franco, então presidente, em um dia de tédio no Rio, pegou um Fusca sozinho para Juiz de Fora (MG), não queria escolta. Parou na BR-040 após Petrópolis desesperado e ligou de um posto para o chefe da Segurança: “Estou sendo seguido! Manda seu pessoal!”. E o militar: “Presidente, somos nós…”.

Cravo & Canecão

O Instituto Cravo Albin vai apoiar a biografia que Mário Priolli escrevia antes morrer, com bastidores da história do Canecão que ele criou nos anos 60. Um mês antes de falecer, o empresário procurou o pesquisador Ricardo Cravo Albin e doou para ele 20 baús de fotos, textos e outros documentos sobre o Canecão.

Saúde

O Cristo Redentor ganhará iluminação especial a partir de amanhã à noite. Iniciativa de indústrias farmacêuticas, sociedades médicas e ONG’s que se uniram para mostrar alternativas para tratamento de idosos diabéticos no movimento “Para Sobreviver”.

Saldo zerado

A menos de um mês das campanhas, cauteloso, o TSE não depositou verba do fundo eleitoral nas contas dos partidos. (Foto: Freepik)

Segue a dança dos enrolados, no melhor baile do jeitinho brasileiro. A maioria dos partidos ainda não definiu critérios para distribuição da verba do fundo eleitoral para seus candidatos, como manda o Tribunal Superior Eleitoral. Mesmo que entreguem nos próximos dias, o corpo técnico do TSE ainda deve verificar se as regras são claras. A menos de um mês das campanhas, cauteloso, o Tribunal não depositou um tostão nas contas das legendas.

Caldeira

O desespero da holandesa Heineken atrás de fonte de água pura para sua cerveja no Brasil: Diretores já estiveram em Pirapora (MG) para tentar puxar água do rio Chico.

Menos um

Parece bobo, mas é ruim para a História. A Câmara retirou a foto de Eduardo Cunha da galeria dos ex-presidentes da Casa. Que conta lá na parede com outros enrolados.

Vale o risco?

Em tempos de polêmica da reforma da Previdência, tira o sono dos servidores federais a complementar Funpresp: aderir ou não? O novo prazo de adesão termina esta semana.

Não acabou

Continua o pesadelo (merecido) de Renato Duque, ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras (2003 a 2012). O Tribunal de Contas da União o multou, como gestor, em R$ 59.988,01. Mas ainda apura fraudes em licitações no valor de R$ 2,7 bilhões na Refinaria Abreu e Lima (PE).

Por aí

Os pré-candidatos já atuam nos maiores colégios eleitorais. Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) passaram por Santa Catarina (5 milhões de eleitores) nos últimos dias. João Amoedo (NOVO) vai para o Paraná (8 milhões de eleitores) dias 1º e 2 de agosto.

Custo Brasil

Lembra do Novo Código Comercial que tramita em comissão especial na Câmara Federal? Empacou de novo, há meses, na relatoria. A FIESP é a entidade que mais reclama. Não há consenso entre setores. O atual Código remete ao século 19 e tem cláusulas que citam até caravelas.

Pacotinho

A desembargadora Marília de Castro Neves, que criticou a vereadora Marielle com fake news, tem 5 processos administrativos no Conselho Nacional de Justiça.

Gira a roleta

O mundo continua a perguntar por que o Brasil não legaliza bingos e cassinos. Foi o questionamento recorrente no evento ‘GET In Chile’ no NH Collection Plaza Santiago para o professor Magno José, hoje o maior especialista brasileiro em jogos. Ele é presidente do Instituto Jogo Legal e palestrou para centenas de investidores.

Do lado de lá

“Confesso que chega a ser vexatório ter que explicar os motivos de o Brasil ainda não ter legalizado os jogos”, desabafa o professor. O Japão, por exemplo, acaba de aprovar a lei que permite construção de resorts com cassinos.

Fomentadora$

A Associação Brasileira de Desenvolvimento entregou para presidenciáveis seus pleitos, endossados por Caixa, BB, BNDES, com políticas para o Sistema Nacional de Fomento

Será que vai?

O presidente Temer sancionou a Lei nº 13.696, no último dia 12, que institui a ‘Política Nacional de Leitura e Escrita’. Será que agora o povo lê mais?

Igreja em livro

Gerson Camarotti lança ‘Para onde vai a igreja?’ (Ed. Petra). Na obra, o jornalista entrevista cinco cardeais sobre a História e os desafios da Igreja Católica no Brasil, trazendo um ensaio das principais mudanças implementadas pelo Papa Francisco.

 

Carta fiança

O PDT de Ciro Gomes articulava apoiar os candidatos democratas aos governos do Rio, Bahia e Minas. (Foto: Roosewelt Pinheiro/Agência Brasil)

Após a oficialização dos partidos do Centrão – DEM, PP, PR, SD e PRB – em apoio ao tucano Geraldo Alckmin, a coligação prepara um “Manifesto Compromisso” assinado pela “Força Centro Democrática” – assim já se autointitula. Querem que o documento tenha a força da Carta aos Brasileiros escrita por Lula da Silva em 2002, quando era o favorito, mas ainda causava desconfiança no mercado e no eleitor. Há um consenso. Todos candidatos sabem: o que mais o País precisa passar neste momento para os cenários interno e externo é credibilidade. Tão em baixa em vários setores.

DEM(nfinhou)

Quem perde com esse apoio do Centrão a Alckmin é o DEM. O PDT de Ciro Gomes articulava apoiar os candidatos democratas aos governos do Rio, Bahia e Minas.

Fotografias

Com os blocos oficialmente na rua a partir de agora, que o leitor não se surpreenda se vir as fotos de Alckmin e Fernando Haddad (PT) no segundo turno nas urnas.

Os vices

Segundo maior colégio eleitoral, Minas mostra poder. Deve emplacar 2 vices: Marcio de Lacerda (PSB), com Ciro (PDT), e Josué Alencar (PR), com Alckmin (PSDB).

Vaivém

Ontem, houve uma tentativa de reaproximação entre PSC e Jair Bolsonaro (PSL). Não está descartado que Rabello de Castro (PSC), recém-lançado ao Planalto, seja o vice. As conversas continuam até amanhã, dia da convenção do PSL que vai oficializar Jair. Mas a favorita para a vice voltou a ser a advogada Janaína Pascoal, do PSL.

TV explica

Bolsonaro cortou relações com Pr. Everaldo, o presidente do PSC, quando era filiado ao partido, por não concordar com a aliança dos cristãos ao comunista Flávio Dino (PCdoB) no Maranhão. Inadmissível para o capitão-deputado. Mas agora o cenário é outro. As tropas estão de olho no tempo de TV.

Sobre assaltantes

Não é apenas corte de regalias para Luiz Estêvão e Geddel Vieira Lima as suas transferências para solitárias na Papuda. Há meses eles estariam sendo vítimas de extorsão de bandidos de uma facção que já controla parte do presídio.

Do coldre

Agora é oficial. Dezoito delegados federais são candidatos na disputa deste ano em vários Estados: 2 a senador, 4 a deputado estadual e 12 a federal.

Beira mar

A Casa das Cobras, das irmãs Kátia e Nora Rabello (Banco Rural) está abandonada em Arraial D’Ajuda (BA), após a misteriosa compra por leilão judicial pelo deputado Ronaldo Carletto (PP). As irmãs foram à Justiça para questionar a perda do imóvel e a venda por apenas R$ 600 mil de uma casa que vale mais de R$ 30 milhões.

Mulheres…

Na gestão de Vinicius Lummertz no Ministério, o Turismo abriu espaço para o empoderamento feminino. É a primeira vez que três mulheres ocupam simultaneamente posições estratégicas no setor.

… no poder

A presidente da Embratur, Teté Bezzerra, a diretora de gestão interna, Giovana Crema, e a diretora de Marketing do Ministério, Vanessa Mendonça, atuam para o setor passar a ser encarado como vetor do desenvolvimento econômico e ter mais espaço em 2019.

Novatos

Marcelo Trindade, pré-candidato do NOVO ao governo do Rio, comemora pesquisa em que aparece com 2,6% na sondagem da Paraná, à frente de outros quatro concorrentes de primeira viagem. Todos tecnicamente empatados. Mas já é muita coisa.

Viva a Justiça

A Justiça do Rio de Janeiro revogou ontem à noite a prisão preventiva de Antônio Carlos Rodrigues Junior, preso injustamente confundido por um bandido que assaltou a Cônsul-Geral da Venezuela. Ela reconheceu o verdadeiro bandido que estava detido em outra cadeia após assalto.