Últimas Notícias > Colunistas > Leandro Mazzini

Oil in Rio

(Foto: Stéferson Faria/Agência Petrobras)

Os leilões da Agência Nacional de Petróleo dia 27 terão a participação de 16 grandes petroleiras mundiais, e a negociação da volta das maiores ao mercado brasileiro após a maré brava que o País supera. As britânicas BP e Shell, as americanas Exxon e Chevron, a espanhola Repsol, a chinesa CNOOC, a Statoil da Noruega e a Total da França estão entre elas. A expectativa do Governo federal é a de que os leilões do pré-sal vão contribuir para a recuperação econômica do Rio de Janeiro, um dos maiores produtores. Estima-se R$ 25 bilhões injetados no caixa do Rio nos próximos 10 anos, e a geração de 3,5 milhões de empregos nos Estados produtores, Rio, ES e SP.

Prospecção

A exemplo do último leilão, a ExxonMobil deve entrar forte nesta etapa. Ela concorre com outras 13 multinacionais. A Petronas da Malásia faz sua estreia em leilão no Brasil.

Ao mar

Segundo a ANP, serão oferecidas nas duas rodadas do leilão do pré-sal oito áreas na Bacia de Campos, no Rio e Espírito Santo, e em Santos.

Ela voltou

A Petrobras deve comprar, com sócias, pelo menos três campos de exploração.

Cerco a Geddel

A Funai vai iniciar um estudo antropológico na região de Itapetinga, onde fica a Fazenda Esmeralda, do ex-ministro Geddel Lima, invadida por índios Caramurus e Pataxós Ha Ha Hães, garantiu o órgão após pedido dos nativos. Eles acusam Geddel de grilagem. A Coluna tentou contato com dois advogados do peemedebista, sem sucesso.

Ressuscitando…

Aliás, com notícias desencontradas dos nativos, erramos ao citar que um índio morreu baleado na fazenda de Geddel há quatro dias. O pataxó José Cardoso, de 30 anos, foi baleado sim, e está internado em hospital de Itabuna, mas em estado grave.

Trio

Dono das lojas Riachuelo, o pernambucano Flávio Rocha tem em Brasília dois entusiastas para sua pré-candidatura ao Governo de São Paulo. Os deputados Felipe Maia (DEM-RN) e Fábio Farias (PSD-RN) – este o genro de Silvio Santos do SBT.

Memória

Embora não tenha sido o principal padrinho, o então governador de Minas Aécio Neves apoiou a nomeação da conterrânea Cármen Lúcia para o STF em 2006.

Mestres em gestão

A faculdade IDP, ligada ao ministro Gilmar Mendes, que já conta com o senador Anastasia (PSDB-MG) no corpo docente, ganhou no time o ex-CGU Jorge Hage.

Jeitinho

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu ao tradicional “jeitinho” para acomodar um aliado em sua equipe. Criou a Secretaria de Direitos Humanos e Defesa Coletiva ocupada pelo procurador André de Carvalho Ramos.

Mandato

A secretaria vai desempenhar as funções da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, chefiada pela procuradora Raquel Duprat, aliada do ex-PGR Rodrigo Janot. Duprat foi eleita em 2016 e tem mandato de dois anos, o que impossibilitou sua substituição como queria Dodge.

Filhote

O vereador de Niterói Carlos Jordy (PSC) compõe a comitiva do projeto Escola Sem Partido que participa de audiência hoje na Câmara de Vereadores de Campo Grande (MS). Ele é conhecido como ‘filhote de (Jair) Bolsonaro’ pelo discurso agressivo.

Blindagem

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) protocolou emenda ao PL do Senado 186/14 visando segurança jurídica para as loterias estaduais. É um contra-ataque ao projeto da Fazenda de licitação para a Lotex, cujo futuro controlador poderá, por lei, ter monopólio das loterias instantâneas (as ‘raspadinhas’, entre elas) em todo o País.

Renda social

As loterias instantâneas são fontes de rendas em Estados, como no Rio de Janeiro com a Loterj – que destina, aliás, boa parte da arrecadação para programas sociais.

Acordo setorial

O programa de reciclagem lançado pela Coca com a Ambev visa reduzir no mínimo em 22% até 2018 as embalagens jogadas em aterros sanitários.

Inferno astral

O ex-ministro Geddel Vieira Lima. (Foto: Folhapress)

Não bastasse a prisão, o cerco da Polícia Federal ao irmão deputado federal Lúcio Vieira, além da delação do doleiro Lúcio Funaro, o ex-ministro Geddel Vieira Lima assiste da cadeia a uma guerra entre seus seguranças da Fazenda Esmeralda e índios Pataxós-hã-hã-hães no Sul da Bahia. Caciques foram à Funai ontem cobrar presença do órgão em Itapetinga (BA), onde fica a propriedade de cultivo de cacau. Eles acusam Geddel de grilar terras indígenas. Para piorar a situação, há 3 dias um pataxó foi morto a tiros dentro da fazenda por supostos capangas da propriedade do peemedebista.

Faroeste baiano

Pataxós-hã-hã-hães e Caramurus invadiram a fazenda de Geddel e o clima continua tenso. Pedem investigação da Funai e acusam o político de invadir reserva indígena.

Na moita

Representantes de Geddel já passaram pela Funai em Brasília. A assessoria do órgão não se posicionou até o fechamento, e não encontramos os advogados do ex-ministro.

Procurador

O senador Zezé Perrella, cria de Aécio Neves, foi seus olhos no Senado. Falaram-se pelo celular a todo momento. Foi Perrella quem buscou senadores para votação.

Contabilidade

O Palácio do Planalto agora tem contabilidade interna. O Decreto 9.169 de 16 de outubro criou o JEO – Junta de Execução Orçamentária, que terá no conselho os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do Planejamento, Dyogo Oliveira. Caberá a eles ‘a condução da política fiscal do Governo’, com vistas ‘ao equilíbrio da gestão dos recursos públicos’.

Triunvirato

Ficará na mão do triunvirato, que se torna agora o mais poderoso da Esplanada, a chave do cofre do Governo. Sairá deles também as decisões de liberação de emendas parlamentares e prioridades em investimentos. Mas o risco é esse: se dois não toparem, um não aprova.

Vai dar…

Pelo perfil dos atuais ministros, Meirelles e Oliveira – que seguram as contas do Governo – podem se unir para barrar decisões ‘políticas’, digamos, mais liberais de Padilha. A conferir.

Sem crise

O empresário Flávio Rocha vai inaugurar em uma semana a loja 300 da Riachuelo.

Do lado de lá

A Riachuelo vai ampliar a fábrica no.. Paraguai, e se tornará a maior empregadora do país. Rocha revelou no almoço do LIDE Brasília, ciceroneado por Paulo Octávio.

Plantão médico

O Senado ontem estava mais para plantão médico. Aécio Neves em casa, enfermo do moral; Ronaldo Caiado chegou de cadeira de rodas, após cair de mula; Paulo Bauer voltou correndo do hospital, após alteração de pressão; Romero Jucá, segundo Renan Calheiros, estava ali firme após arrancar ‘metade das tripas’. A maioria deles por Aécio.

Reciclagem

A Coca-Cola e a cervejaria Ambev lançarão um programa conjunto de reciclagem, o Reciclar pelo Brasil, em parceria da Associação Nacional dos Catadores. A expectativa é a de que as atuais 110 cooperativas recebam até 25% a mais de investimentos.

Respira, Rio

O empresário brasiliense Jamil Elias Suaiden, que controla o Centro Internacional de Convenções do Brasil, negocia com um fundo de investimentos a reconstrução de um ícone do turismo do Rio de Janeiro: O Gávea Tourist Hotel, aquele esqueleto abandonado em meio à floresta, que adquiriu por R$ 30 milhões.

Alô, secretário

Aliás, Jamil aguarda o alvará de licença a ser entregue pelo secretário de Urbanismo da cidade, Índio da Costa. O hotel terá 400 quartos. Sopro de esperança em tempos de crise

Água abaixo

Agendado para dia 24, o leilão da Cedae, a companhia de águas do Estado do Rio de Janeiro, está bilhões de litros abaixo do que vale, contam especialistas.

Ponto Final

“É isso que o Congresso deveria fazer: Acabar com o foro por prerrogativa de função.”

Do senador Antonio Reguffe (Sem partido-DF), direto ao cerne, em discurso na tribuna do Senado, na esteira do caso de Aécio Neves.

Portaria & votos

Portaria sobre o trabalho escravo é um recado à bancada ruralista no Congresso. (Foto: Agência Brasil)

A dois dias da votação na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) – e provavelmente no plenário da Câmara dos Deputados – do parecer de Bonifácio Andrada (PSDB-MG) sobre a denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente Michel Temer, a portaria do Ministério do Trabalho com a regulamentação da fiscalização sobre trabalho escravo foi lida como poesia pela bancada ruralista, a mais forte na Casa (da qual Temer, como deputado, também fez parte).

Trata-se de um recado do presidente para os parlamentares “indecisos”. Na praça, interpretações foram adversas. O que aos olhos dos ativistas pode parecer benesses a fazendeiros, para o governo trata-se de normalizar uma situação de “justiçamento” equivocado de fiscais contra produtores.

Grupo de trabalho

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, esteve com o presidente. Há meses, havia um grupo de trabalho sobre o tema. A conclusão coincidiu com a semana da votação.

Normas

Para o governo, havia muita liberdade para os fiscais interpretarem de seu jeito o que era “trabalho escravo” diante de flagrantes. A portaria visa normatizar a fiscalização.

Alô, de casa

Os senadores Paulo Bauer (PSDB-SC) e Romero Jucá (PMDB-RR) telefonaram e garantiram ao colega afastado Aécio Neves (PSDB-MG) que hoje ele terá mais de 41 votos, se houver quórum, para tirá-lo de casa.

PIB pauli$ta

Governado pelo PSDB, aliado do governo de Michel Temer, o Estado de São Paulo lidera disparado o ranking de transferência de recursos da União. Nos últimos nove meses, os repasses passaram de R$ 28 bilhões. Do total, mais de R$ 8 bilhões foram destinados diretamente ao Palácio Bandeirantes e o restante para municípios paulistas.

Ranking

Conforme dados do Portal da Transparência, os Estados da Região Norte – Rondônia, Roraima, Acre e Amazonas – receberam, em média, R$ 2 bilhões nos últimos nove meses. Nesse período, o total de transferências de recursos da União soma R$ 235 bilhões.

Compadrio

Apresentado pelo PT no final de setembro, o pedido de cassação do senador Aécio Neves permanece parado. O presidente do Conselho de Ética, João Alberto (PMDB-MA), para quem o tucano foi “vítima de armadilha”, despachou o requerimento para Advocacia do Senado sem prazo de devolução ao colegiado.

Dois pesos

Outras denúncias no Conselho de Ética, em que senadores da oposição são alvo, foram acatadas por João Alberto em dias, sem passar pelo crivo da Advocacia do Senado.

Camaradagem

Em nota, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), parabenizou o presidente venezuelano Nicolás Maduro e disse que o país vizinho é “exemplo de democracia”.

É muito “X”

A CPI do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) quer ouvir o empresário Eike Batista sobre os empréstimos de mais de R$ 10 bilhões que foram investidos nas empresas MPX, LX e EMX e o financiamento da empresa de participações acionárias do BNDES (BNDESPar) à MPX. O requerimento do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) será analisado amanhã.

Terras indígenas

Mais de 100 projetos em tramitação no Congresso Nacional ameaçam direitos indígenas. É o que aponta um levantamento feito pelo Cimi (Conselho Indigenista Missionário). As propostas sugerem, por exemplo, alteração nas demarcações de reservas e a competência do assunto a cargo do Legislativo.

Guerreiro eterno

Bisneto do general Gregorio Thaumaturgo Azevedo, pioneiro no Acre e defensor dos povos indígenas, Edgar Duvivier começou a esculpir a estátua do cacique Benki Pyako, que ganhou o Prêmio Equatorial 2017, da ONU (Organização das Nações Unidas), no projeto Guerreiros da Paz.

Pepe in Rio

Pepe Mujica desembarca no Rio de Janeiro em dezembro para propor a criação do Fórum Permanente pela Paz na América Latina, garantiu aos amigos Saturnino Braga e Rosa Freyre de Aguiar. O ex-presidente do Uruguai deu entrevista para a revista do Centro Celso Furtado.

Site do TSE

A assessoria informou que o Portal do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ficou “fora do ar” no domingo para a realização de testes da Usina Fotovoltaica, que vai gerar energia solar para o órgão.

Ponto Final

A imprensa e o governo tratam o caso da creche de Janaúba (MG) como tragédia. Não foi. Foi atentado, foi terrorismo. Se ocorresse em outro país, assim seria chamado pela mídia brasileira.