Últimas Notícias > | > Grêmio e Atalanta avançam em conversas e discutem valores por Luan

Com registro cassado, Dr. Bumbum dá cursos de medicina estética

Denis Furtado, o Dr. Bumbum. (Foto: Reprodução/Instagram)

Em julho do ano passado, Denis Furtado foi preso pela morte da bancária Lilian Calixto, paciente dele em um procedimento estético de bioplastia nos glúteos. Em liberdade, Denis ganha a vida dando cursos de capacitação para médicos e profissionais de saúde em uma sala no Shopping Downtown, na Barra, mesmo local onde funcionava seu consultório (a aplicação do PMMA em Lilian aconteceu no apartamento do médico, uma cobertura, também na Barra).

Bioplastia de glúteo consiste na aplicação da substância PMMA para conseguir maior volume em determinada parte do corpo. Lilian procurou Denis pois ele se intitulava Doutor Bumbum e, no universo das redes sociais, era um especialista em postar fotos de “antes e depois” das suas pacientes. Denis ficou seis meses preso.

Por decisão da Sétima Câmara Criminal do Rio, a prisão foi substituída por medidas cautelares, como a proibição de se ausentar da comarca do Rio e do país sem autorização judicial. Denis teve o registro profissional cassado. No dia 24 de abril, o CFM (Conselho Federal de Medicina) manteve a cassação, com unanimidade de votos.

Segundo Denis, que se diz inocente da acusação de homicídio doloso, os cursos capacitam os profissionais em “estética médica, terapias hormonais, ortomolecular e medicina integrativa no geral”. As turmas são pequenas, “para que o aluno tenha toda a atenção, além da oportunidade de hands on”. Hands on, em tradução livre, é mão na massa. Isso quer dizer que existem partes práticas e teóricas. Denis garante que quem pratica é o aluno, apto para isso por conta do diploma de médico. Ele não revela quanto cobra para cumprir seu maior objetivo: “passar para outras pessoas tudo que eu sei”. As aulas começam por volta de 13h e seguem até de noite.

Como material didático ele usa livros que escreveu e não publicou. A duração de cada módulo varia. Os mais curtos têm em torno de uma semana. Denis também dá cursos online, mas prefere não mostrar imagens de procedimentos estéticos por não considerar bonito e nem ético. Ao fim do curso, o aluno ganha um certificado. “Pós-graduações são reconhecidas pelo MEC. Cursos de capacitação, congressos etc., não. Mas emite-se um certificado dizendo quantas horas foi e o que foi ensinado ao aluno”, ressalta. “Eu faço um certificado, que é unicamente para o médico poder mostrar: “Olha, fiz um curso junto ao Dr. Dênis Furtado nas áreas tais.” Espero que eu tenha sido claro. Porque é uma pergunta, com todo o respeito, tão boba que eu não sei se era isso que você estava querendo compreender”, acrescenta.

Procurado na segunda-feira, o CFM ainda não se manisfestou sobre o assunto. Na terça, o Cremerj (Conselho Federal de Medicina do Rio de Janeiro) disse em nota “não cabe ao Conselho, a partir do momento em que o registro de Denis Furtado foi cassado pelo Conselho Federal de Medicina, emitir qualquer opinião a respeito de atividades que ele venha exercendo, já que ele não é mais médico, sem direito a recurso. Logo, qualquer atividade que ele exerça no campo profissional da medicina em território nacional é ilegal e criminoso, devendo, então, ser investigado pela Polícia”.

Deixe seu comentário: