Home > Colunistas > Armando Burd > Questão de escolha

Começa a corrida

Temer e Rodrigo

A eleição do sucessor de Eduardo Cunha, a 14 de julho do ano passado, teve 13 candidatos. A nova escolha, daqui um mês, também provoca a cobiça, mesmo que o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia, seja o favorito. Principal motivo: o vencedor se tornará o primeiro na linha de sucessão de Michel Temer. Ocupar a cadeira do Palácio do Planalto, mesmo que de forma interina, dá status e enriquece o currículo.

GOVERNISTA COM CERTEZA
Será o 55º presidente da Câmara dos Deputados, desde a Proclamação da República. Quatro gaúchos já ocuparam o cargo: Flores da Cunha, Nelson Marchezan, Ibsen Pinheiro e Marco Maia. Com a oposição enfraquecida, a única certeza é de que o escolhido apoiará o governo Temer.

NÃO FALTOU AVISO
“As ações de redução de despesas anunciadas pelo governo do Estado serão somente emergenciais e insuficientes para conter as dimensões do déficit do Estado.”
A declaração foi feita a 5 de janeiro de 2007 pelo secretário estadual da Fazenda, Aod Cunha Júnior, quatro dias após tomar posse. Confirmou ainda que o Estado enfrentaria dificuldades, a partir de fevereiro, para pagar em dia a folha dos servidores.

É UM ABSURDO
O crescimento da dívida dos Estados com a União, de 1999 até 2016, explica tudo. O saldo inicial, há 18 anos, era de 93 bilhões de reais. Foram pagos 277 bilhões, mas o saldo devedor dos estados atualmente atinge 476 bilhões.

SAÍDA MAIS JUSTA
A decisão é do Supremo Tribunal Federal: o governo federal precisa repassar 45 bilhões de reais ao Rio Grande do Sul pelo não cumprimento da Lei Kandir, que isenta de pagamento do ICMS os produtos exportados. O valor é um pouco menos do que a dívida do Estado com a União. Fica aberto o caminho para forçar o encontro de contas.

PRONTO PARA OS CORTES
A tesoura afiada do prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, chama-se Núcleo de Gestão Estratégica de Avaliação e Qualificação da Despesa Pública.

DIMINUIÇÃO DE RISCO
Com tantas quedas de energia elétrica, o Hospital Conceição passará a contar com subestação de alta tecnologia. Segurança para os pacientes de mais de 800 leitos, 100 por cento SUS.

COMPARAÇÃO
Cresce o poder do Ceará no Senado: Eunício Oliveira será o presidente; Tasso Jereissati comandará a Comissão de Assuntos Econômicos, a segunda mais importante; e José Pimentel vai liderar a bancada do PT. O Rio Grande do Sul fica no banquinho esperando a vez que não chega.

RETRATO VERDADEIRO
Cartaz na passeata de servidores públicos do Rio de Janeiro comprova a insatisfação: “Se você colocar o governo para cuidar do deserto do Saara, em cinco anos haverá escassez de areia”.

COM PRECISÃO
No filme Wall Street 2 – O Dinheiro Nunca Dorme, a declaração do personagem interpretado por Michael Douglas se encaixa com o que ocorre na gestão pública: “Risco moral é a situação em que pegam teu dinheiro e não são responsáveis com o que fazem com ele.”

RÁPIDAS
* Ventou? Choveu? Diga adeus à energia elétrica. Só uma pergunta: quem paga os prejuízos?
* Está proibido, mas o jogo do bicho tem quase 500 mil pontos de apostas no País.
* A formação do secretariado municipal alimenta capítulos da novela Caldeirão de Incertezas.

Comentários

Notícias Relacionadas: