Últimas Notícias > CAD1 > Meia do Grêmio, Jean Pyerre, diz que time entende cobranças e crê em foco para buscar a recuperação no Brasileirão

Conheça o preço e os prós e os contras do iPhone 8 Plus

O iPhone 8 Plus é um dos celulares mais buscados por brasileiros no Google no período de fim de ano. (Foto: Reprodução)

O iPhone 8 Plus é um dos celulares mais buscados por brasileiros no Google no período de fim de ano. Lançado no Brasil em outubro de 2017 por R$ 4.599, o aparelho da Apple sofreu redução de preço e é visto em lojas on-line na faixa de R$ 3.900 (com pagamento à vista). Embora não seja o iPhone X, aparelho do mesmo ano com design mais badalado, o 8 Plus traz ficha técnica similar que garante bom desempenho no dia a dia, mesmo em tarefas mais pesadas. As informações são do site TechTudo.

O telefone roda iOS 12 e está disponível nas cores dourado, prateado, preto espacial e vermelho. Ele conta ainda conta com resistência à água, assim como o antecessor iPhone 7 Plus. Você fica sabendo dos demais detalhes nas linhas a seguir.

Pontos positivos

– 1. Desempenho

O poder de processamento do chip Apple A11 Bionic é um dos pontos altos do iPhone 8 Plus. O componente é construído em processo avançado de 10 nanômetros e, até hoje, permanece entre os mais potentes do mercado. Com 1 GB a mais de RAM, o aparelho também é mais rápido que o iPhone 8 de tamanho convencional.

Na prática, isso significa que ele ainda oferece boa expectativa de duração ao longo dos cinco anos de suporte oficial com garantia de atualizações da Apple. Mesmo tendo sido lançado há um ano, o smartphone tende a rodar qualquer jogo pesado sem engasgos, rivalizando com modelos mais recentes de outras marcas.

– 2. Câmeras

O desempenho fotográfico do iPhone 8 impressionou no review realizado em março de 2018. Na análise, o modo HDR do aparelho se mostrou competente para melhorar o alcance dinâmico de fotos do dia a dia, deixando as imagens mais realísticas. O recurso é favorecido pelo chip poderoso, que dá conta da tarefa de alta intensidade em um piscar de olhos.

No modelo maior iPhone 8 Plus, esse tipo de função se torna ainda mais rápido por conta da oferta maior de memória RAM. Além disso, o celular conta com um sensor fotográfico secundário na parte traseira que ajuda a identificar a profundidade de campo para aplicar efeito de desfoque. A qualidade também é alta na gravação de vídeos em 4K (2160p) a 60 quadros por segundo, ou em Full HD (1080p) a incríveis 240 fps.

– 3. Resistência à água

O iPhone 8 Plus mantém o selo IP67 que surgiu primeiro no iPhone 7 Plus. Na prática, indica a capacidade de o smartphoneproteger componentes internos de avarias causadas por contato com água. O modelo ainda fica atrás da certificação obtida por smartphones da Samsung, mas já evita que acidentes molhados possam trazer prejuízos. Os usuários podem submergi-lo por até 30 minutos à profundidade máxima de 1 metro.

Pontos negativos

– 1. Design datado

O iPhone 8 Plus encerra um ciclo de quatro anos praticamente sem mudanças de design. O visual do aparelho é praticamente o mesmo do iPhone 6 Plus, lançado em 2014, com exceção da traseira em vidro e um ou outro detalhe na carcaça. Todos os modelos de iPhone lançados em 2018 contam com maior aproveitamento de tela, notch, Face ID e controle gestual, sem uso de botão Home físico.

Portanto, apostar em um iPhone 8 Plus agora significa ficar um ou dois anos com um telefone de aparência defasada. Isso em falar no peso: 202 gramas.

– 2. Sem saída para fone de ouvido

Outra característica de design herdada do iPhone 7 Plus é a falta de saída analógica para fone de ouvido. Desde 2016, usuários devem utilizar o fone com plugue Lightning que vem na caixa, ou optar por fones Bluetooth. É preciso lançar mão de adaptador tanto para usar fone tradicional quanto para ter opção de recarregar o celular e ouvir música com privacidade ao mesmo tempo.

– 3. Recarga lenta

O iPhone 8 Plus é compatível tanto com recarga sem fio quanto com recarga rápida, mas é preciso investir em acessórios que não vêm na caixa para aproveitar as tecnologias. Por isso, é necessário esperar mais de duas horas para reabastecer uma célula de 2.691 mAh, tempo superior ao exigido por celulares de marcas rivais, como Motorola e Samsung.

Clientes em busca de um melhor desempenho devem adquirir um carregador extra. Segundo a Apple, um adaptador de 30 W garamte 50% de carga após 30 minutos. O acessório custa R$ 349.

Deixe seu comentário: