Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Liberado pelos médicos, Bolsonaro chega a Brasília após cirurgia

Duratex fecha indústria no Rio Grande do Sul e demite 500 funcionários

(Foto: O Sul)

A empresa Duratex está fechando sua fábrica em São Leopoldo, no Vale do Sinos. A unidade, que está na cidade há 41 anos, produz louças da marca Deca. Às 6h, ao chegarem para trabalhar nesta segunda-feira (1º), os funcionários foram surpreendidos ao serem proibidos de entrar na fábrica. Logo depois, eles foram encaminhados para outro local para assinarem a documentação de rescisão do contrato de trabalho.

Cerca de 500 funcionários estão sendo desligados. Eles informaram que receberam como justificativa as baixas vendas e uma medida de redução de custo da Duratex. O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Vidros não foi avisada do fechamento nem das demissões, assim como a prefeitura de São Leopoldo.

Segundo o eletricista Israel Zaehler, que estava há 11 anos na empresa, desde quarta-feira já circulavam alguns boatos sobre as demissões, mas os rumores ficaram cada vez mais fortes. “A gente começou a perceber que realmente tinha a possibilidade de fechar”, afirma Israel, que torce para conseguir um novo emprego.

Ainda na manhã desta segunda-feira, a Duratex enviou uma nota oficial para O Sul.

“A Duratex esclarece que o fechamento da unidade industrial de louças na cidade de São Leopoldo é importante para a consolidação industrial e para manter a competitividade no segmento. A escolha desta unidade se deu pela sua reduzida capacidade instalada. O volume de produção será redistribuído entre as outras quatro unidades de louças da Deca – João Pessoa (PB), Cabo de Santo Agostinho (PE), Queimados (RJ) e Jundiaí (SP) –, mantendo o pleno atendimento para todos os nossos clientes.”

Em nota, a Prefeitura de São Leopoldo informa:

A Prefeitura de São Leopoldo comunica que, assim como todos,  foi surpreendida na manhã desta segunda-feira, 1º de julho, com informações pela imprensa sobre o fechamento da unidade da Deca/Duratex na cidade, resultando na demissão de 500 funcionários. Cabe destacar todo o esforço da Prefeitura de São Leopoldo em políticas de desenvolvimento econômico e social, na ampliação e fomento do distrito industrial, tanto que os últimos dados do CAGED  apontam São Leopoldo na liderança de geração de empregos na região.
Outrossim, além de estranhar não ter sido comunicada pela decisão do grupo empresarial, as ações reforçam as enormes dificuldades do cenário nacional para o desenvolvimento econômico e também o fechamento da única unidade instalada no Estado do Rio Grande do Sul faz parte do desequilíbrio e da concorrência desigual tributária.
Ainda, lamenta profundamente a decisão e se solidariza com os trabalhadores e trabalhadoras que serão impactados pelo fechamento.
O Município se coloca à disposição para dialogar e buscar alguma alternativa.

Deixe seu comentário: