Últimas Notícias > Notas Capital > Travessa dos Cataventos tem Feira do Vinil neste sábado

Estado registra um aumento de 150% no número de idosos mortos por queda

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Um levantamento da Secretaria Estadual de Saúde demonstrou que houve um aumento de 155% nos casos de idosos mortos por queda no Rio Grande do Sul. Em 2009, o número de casos chegava a 351. Já em 2017, último ano analisado, o total foi de 898.

O índice crescia, desde 2009, em porcentagens pequenas. Entre 2009 e 2010, por exemplo, houve um aumento de dez casos. Em comparação com 2011, o número foi de 368, sete a mais do que o registrado no ano anterior. O aumento mais significativo começou entre 2012 e 2013, quando os casos foram de 412 para 594. Desde então, em cada ano, mais de 100 novas vítimas são registradas.

Tais informações servem para alertar familiares e cuidadores para ajudar os idosos a tomarem cuidados para prevenir este tipo de situação. A maioria dos casos acontecem enquanto eles estão realizando atividades comuns, como descendo ou subindo escadas, cuidando do jardim ou varrendo a casa. Alguns medicamentos também podem deixá-los sonolentos, aumentando o risco de queda.

Especialistas aconselham a prática de exercícios físicos, como fisioterapia e caminhadas, para aumentar a massa muscular e auxiliar a torná-los menos vulneráveis. Dentro de casa, os responsáveis pelos idosos podem optar por espalhar corrimãos e tapetes antiaderentes.

Deixe seu comentário: