Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Tecnologia Google afirma que 64% do tráfego no Android está protegido

Sites que utilizam conexões HTTP inseguras no Chrome são sinalizados. (Foto: Reprodução)

Com o intuito de tornar a navegação web mais segura e confiável, a Google prometeu que passaria a sinalizar sites que utilizam conexões HTTP inseguras no Chrome. Desde então, parece que a iniciativa está rendendo bons frutos, conforme um relatório publicado pela própria gigante das buscas. As informações são do site Canaltech.

Nele, a companhia informa que 64% de todo o tráfego do Google Chrome no Android está protegido com o protocolo HTTPS, o que representa um aumento considerável de 42% em comparação com os números registrados em 2016.

Outra informação relevante é a de que as conexões seguras no macOS e no Chrome OS chegaram a 75%, ante aos 60%, no macOS, e 67%, no Chrome OS; e a 66% no Windows, de 51%, na comparação anual.

Ainda de acordo com os dados divulgados, 71 dos 100 melhores sites agora utilizam o HTTPS por padrão, algo que representa um aumento de 37% se comparado com o ano passado.

No Brasil, as conexões seguras subiram de 50% para 55%; no Japão, de 31% para 55%; já nos EUA, a utilização do HTTPS no Chrome subiu de 59% para 73%.

Apesar de os resultados virem da Google, ela não é a única que empresa que está se esforçando para que a web seja mais segura. Outras gigantes como a Apple e o Facebook também criaram novos critérios para que os desenvolvedores implementem conexões HTTPS nos aplicativos e nos conteúdos online na rede social.

Voltar Todas de Tecnologia

Compartilhe esta notícia:

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou um recurso da Samsung contra a Apple
Identificados 23 mil fungos e bactérias presentes em celulares. O risco vai de micoses até infecções respiratórias
Deixe seu comentário
Pode te interessar