Sábado, 25 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Leandro Mazzini Mal dos cigarros

Redução da tributação de cigarros é rechaçada por ex-ministros da Saúde. (Foto: Reprodução)

Ex-ministros da Saúde rechaçam e consideram equivocada a criação de um grupo de trabalho pelo governo Bolsonaro para avaliar “a conveniência e oportunidade da redução da tributação de cigarros fabricados no Brasil”. A medida, assinada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, visa reduzir o consumo de cigarros contrabandeados. Para José Serra (PSDB-SP), Humberto Costa (PT-PE) e Marcelo Castro (MDB-PI), ex-chefes da Saúde dos governos Fernando Henrique, Lula e Dilma, a iniciativa do Poder Executivo é inoportuna. “Se está havendo contrabando, vamos combater o contrabando, e não procurar um atalho”, resume Castro.

Compromisso

O governador do Rio, Wilson Witzel, foi avisado por um grande aliado de que não faz bem ao Estado falar em candidatura ao Palácio do Planalto.

Faltam bueiros

O governo de Brasília tem projeto ‘Drenar DF’, parado na gaveta por briga na Justiça entre as empresas contratadas e o próprio Tribunal de Contas local. E a lama sobe.

Adeus, horário

A maioria dos brasileiros (65,7%) aprova o fim do horário de verão, constatou a Paraná Pesquisas. De 2.020 entrevistados em 164 cidades, 31,1% eram a favor.

Democracia

Após vetado pela direção do Instituto Nacional de Câncer para palestra de cunho espiritual, que faz há anos como voluntário, o teólogo Leonardo Boff foi convidado pela Fiocruz. O ‘puxasaquismo’ da direção com o presidente Bolsonaro – que nem sabia do caso – pegou mal no setor de saúde. A Conferência “O cuidado como elemento transversal ao indivíduo” será na terça das 13h às 17h na ENSP em Manguinhos.

Pátria nova

Um amigo da Coluna que visitou Buenos Aires no feriadão contou: de cinco vezes que usou o Uber, quatro eram de motoristas venezuelanos.

Futuro do Mínimo

Deputados e senadores da Comissão Mista de Orçamento do Congresso vão pedir, nos próximos dias, justificativas da equipe econômica do governo sobre a nova regra que prevê a correção do salário mínimo a partir de 2020 apenas pela inflação, sem ganho real. O argumento dos parlamentares é de que o Executivo, ao interromper a política de valorização, pretende congelar o salário mínimo.

Aumento real

A política do aumento real foi criada no governo Lula e depois, no governo Dilma, transformada em Lei. O relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias é o deputado Cacá Leão (PP), partido que defende a manutenção da atual regra de valorização do mínimo.

Taxiou…

Relator da MP 863/18, que eleva o percentual de capital estrangeiro nas companhias aéreas, o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) rejeitou todas as emendas que tentavam modificar o texto da medida. O parecer do tucano, favorável à mudança que eleva de 20% para 100% o limite de participação estrangeira, foi aprovado na quinta.

… e decolou

O senador sustenta que, nos últimos 30 anos, “verificou-se no Brasil a revogação de barreiras a investimentos externos em todos os setores, embora as limitações ainda persistam no setor aéreo”.

Furtado redivivo

Rosa Freire d’Aguiar, viúva de Celso Furtado, vai lançar em setembro, pela Companhia das Letras, os Diários que o economista (1920- 2004) escreveu em sua juventude, no exílio e na fase da democratização do País.

Imprensa

O Clarín, maior jornal da Argentina, demitiu 58 profissionais da redação na última semana. A crise do setor é mundial, e a imprensa luta diariamente para uma solução por novos meios de financiamento.

ESPLANADEIRA
. A Psicóloga Flavia Pitella, criadora do TERAPIA PRA TDS, fará palestra sobre “Os Desafios da Vida Estudantil”, na segunda-feira, na Univeritas Flamengo. O livro “Universo em Desencanto” – a verdadeira origem da humanidade, tem se destacado em feiras pelo País.

tags: cigarros

Voltar Todas de Leandro Mazzini

Compartilhe esta notícia:

O acordado
Desafio do emprego
Deixe seu comentário
Pode te interessar

Leandro Mazzini Abuso de autoridade

Colunistas Cadê elas?

Colunistas Deserção hermana