Últimas Notícias > Magazine > Cinema > Coringa é o primeiro filme “para maiores” a bater 1 bilhão de dólares de bilheteria

Não expressar emoções por meio do choro pode fazer o corpo sofrer de ansiedade

Quanto mais você engole o choro, mais você somatiza. (Foto: Reprodução)

O choro é uma expressão mais que comum na realidade humana. Para os bebês é a única forma de demonstrar que estão com dor ou fome. Apesar de ser algo completamente normal, a cultura brasileira não aceita muito bem esta atitude. Quantas vezes um adulto não mandou uma criança “engolir o choro”? Quantos garotos ouviram que “menino não chora”?

“Conforme os anos vão passando, ganha novos contextos e significados tanto pessoais, quanto culturais e históricos. Na Grécia antiga, por exemplo, os homens podiam chorar, mas as mulheres eram mal vistas caso derramassem alguma lágrima”, afirma psicologa Mariza Baumbach.

Muitas pessoas evitam chorar para não demonstrarem certa fraqueza. Mas quem se faz de durão ou durona demais pode acabar jogando contra a própria saúde. É assim que a ansiedade e doenças psicossomáticas podem surgir.

“O nosso corpo é uma panela de pressão. Cada pessoa tem uma válvula de escape para soltar as emoções, e para algumas isto ocorre por meio do choro. Mas, se você não falar, não chorar, não colocar aquele sentimento para fora, seu corpo pode ‘explodir’, gerando doenças que não tem explicação. Quanto mais você engole o choro, mais você somatiza”, explica a psicologa Michele Silveira.

O choro é uma atitude capaz de desencadear no outro emoções que — em algumas vezes — se transformam também em lágrimas. Por conta disso, as especialistas lembram que é possível que pessoas usem o choro para tirar vantagem.

“Muitos usam o choro como uma forma de manipulação, seja adulto ou criança, isto é comum de acontecer”, finaliza.

Lágrimas que fazem bem

1. Não sinta vergonha

Se você sentir vontade de chorar, chore. Não se sinta envergonhado nem ache que as pessoas pensarão mal de você.

2. Evite pensar que é uma demonstração de fraqueza

Chorar é um mecanismo natural do corpo humano. Expressar suas emoções não faz de você uma pessoa fraca, só lhe torna mais humano.

3. Procure pessoas de confiança

Se você não se sente bem em chorar na frente de qualquer pessoa, procure aquelas nas quais tem maior confiança para deixar as lágrimas rolarem, seja de tristeza ou de alegria.

4. Busque ajuda psicológica

Acompanhamento psicológico poderá ajudá-lo(a) a entender os motivos que o levaram a sentir dificuldades de expressar suas emoções e consequentemente chorar. A terapia poderá auxiliar no processo de mudança de postura diante de situações de fortes emoções.

Potinho das emoções

A brincadeira de preencher com pontos luminosos potinhos que descrevem traços de personalidade ou desejos e medos pessoais virou moda nas redes sociais. O que poucas pessoas sabem é que esta é uma ferramenta que pode ajudar crianças a nomearem seus sentimentos.

Como fazer e explicar os potes

1. Alegria (pote amarelo)

Esta emoção é representada pela cor amarela. Quando estamos alegres, ficamos radiantes como o sol

Exemplo: Sabe a sensação que você tem quando ganha aquele presente tão desejado de aniversário? Isto é alegria!

2. Tristeza (pote azul)

Esta emoção é representada pela cor azul. Quando estamos tristes, nosso interior fica azul como as nuvens e chora como se fosse chuva

Exemplo: Lembra quando aquele seu brinquedo caiu e quebrou? Aquilo que você sentiu foi tristeza

3. Raiva (pote vermelho)

Esta emoção é representada pela cor vermelha. Quando estamos com raiva, ficamos vermelhos como o fogo

Exemplo: Você se lembra quando o seu amiguinho lhe mordeu e você quis mordê-lo também? Esta é a emoção da raiva

4. Medo (pote cinza)

Esta emoção é representada pela cor cinza. Quando estamos com medo, nosso interior fica cinza, com quando nos escondemos debaixo do cobertor

Exemplo: Lembra de quando a luz da nossa casa acabou e você grudou em mim? Aquela sensação é o medo

5. Calma (pote verde)

Esta emoção é representada pela cor verde. Quando estamos calmos, nos sentimos como se estivéssemos no meio de um parque cheio de árvores verdes

Exemplo: Naquele mesmo dia que acabou a luz, lembra que eu te abracei e disse que nada de ruim ia acontecer? Aquilo que você sentiu foi a calma

6. Passo a passo:

Os potes devem ser transparentes. Podem ser de vidro ou de plástico. Eles podem ser preenchidas com pedaços de papel crepom nas cores desejadas.

O conjunto de potes deve ficar em um local visível de fácil acesso para a criança, pois ela deve poder pegá-lo para contar sobre seus sentimentos. *Após a criança contar o que sentiu, abra o pote e peça para que ela coloque aquela emoção dentro.

Anote as emoções em um caderno ou em papéis (que devem ser colocados dentro de seus respectivos potes). Semanalmente, avalie as emoções sentidas pelas crianças e caso elas, em maioria, sejam negativas, proponha alguma atividade para mudar esta situação.