Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > A Argentina investiga se houve uma explosão no local onde o submarino desapareceu

A Operação Viagem Segura está completando seis anos e reduziu os acidentes no trânsito no Rio Grande do Sul

A Operação Viagem Segura está presente no Estado desde 2011, mobilizando a fiscalização por 342 dias em suas 80 edições. (Foto: Divulgação/Detran-RS)

Este feriado de Proclamação da República, 81ª edição da Viagem Segura, marca os seis anos de existência da operação. Comparando os acidentes em feriados e datas comemorativas neste período em relação ao anterior em que os números de cinco anos foram levantados, constata-se que a média de mortes por dia foi reduzida de 6,6 para 6,1 – o que equivale dizer que, se antes morria uma pessoa a cada três horas e 37 minutos, hoje há um caso fatal a cada três horas e 55 minutos. A média diária de mortes nos finais de semana também caiu, de 7,5 para 7,1.

A Operação Viagem Segura está presente no Estado desde 2011, mobilizando a fiscalização por 342 dias em suas 80 edições. As ações contabilizam 5.057.882 veículos fiscalizados (equivalente a 77,5% da frota gaúcha) e 177.173 testes de etilômetro aplicados. Foram registradas 863.257 infrações, com 17.052 autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do etilômetro. A fiscalização também recolheu 83.689 veículos e 22.389 carteiras de habilitação.

Comparando as datas anteriores à Operação Viagem Segura e o período em que ela ocorre, percebe-se as maiores reduções nos feriados do Dia do Trabalho (de 8,4 mortes/dia para 6.0), de ano novo (de 5,6 mortes/dia para 3,8) e de Páscoa (de 7,8 mortes/dia para 6,2). Algumas datas registraram aumento, porém em muito menor proporção, como foi o caso dos feriados da Independência do Brasil (de 5,8 para 7.0) e da Revolução Farroupilha (de 5,9 para 7,0).

Participam da operação, além do Detran-RS, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar, Polícia Civil, EGR, Famurs, órgãos de trânsito dos municípios de Porto Alegre (EPTC), Canoas, Guaíba e Gravataí, assim como do Instituto Zero Acidente e Lions Club. Além disso, a operação ganhou o reforço da megablitz desde 2016, controlando os motoristas antes de saírem da cidade. Ela é realizada pelos agentes da Balada Segura (Detran-RS e EPTC) em conjunto com a Brigada Militar e a Polícia Civil, sempre nas saídas de Porto Alegre.

A Operação Viagem Segura também inclui ações educativas e campanhas de comunicação – uma nova campanha alertando os condutores que os acidentes de trânsito devastam também as famílias e amigos das vítimas diretas – encontra-se no ar desde essa segunda-feira (13), em rádio e internet.

Proclamação da República

As instituições parceiras da Viagem Segura estarão a postos também neste 15 de Novembro, apesar do feriado de Proclamação da República cair em uma quarta-feira, o que reduz a quantidade de deslocamentos por rodovias.

O feriado de 15 de Novembro teve média de 6 mortes por dia desde 2007, um pouco abaixo da média entre os feriados, que é de 6,4, mas bem acima dos dias de semana, quando morrem 4,3 pessoas por dia no Estado.

O número de mortes por dia vem caindo desde 2013, quando ocorreu um pico de 7,5. No ano passado foram 4,6 mortes por dia, a menor marca desde 2012, quando ocorreram quatro – o menor índice dos últimos 11 anos. O total de mortos neste feriado, desde 2007, é de 241 vítimas. Os municípios em que mais ocorreram acidentes fatais, além de Porto Alegre, foram Viamão, Santa Vitória do Palmar, Passo Fundo, São Leopoldo e Rio Grande.

Deixe seu comentário: