Últimas Notícias > Colunistas > Cláudio Humberto > Aumento da área desmatada só foi maior com Lula

Secretaria abre seleção interna para educação especial no Rio Grande do Sul

Seleção é para o atendimento de alunos da educação especial. (Foto: Manoelle Duarte / SMED/PMPA)

A Smed (Secretaria Municipal de Educação) abriu processo seletivo simplificado interno para atendimento aos alunos da educação especial matriculados nas escolas de Ensino Fundamental e Médio das redes públicas municipal e comunitárias de ensino, no Cmet (Centro Municipal de Educação do Trabalhador) Paulo Freire (exclusivo de EJA), e de técnico em inclusão para lotação na Smed, no âmbito da educação inclusiva.

A escolha destina-se a professores de educação precoce, de psicopedagogia inicial, de Salas de Inclusão e Recursos, Salas de Inclusão e Recursos para Altas Habilidades, Sala de Inclusão e Recursos do Programa Trabalho Educativo e técnico em inclusão. As normas estão estabelecidas no edital 04/19, publicado nesta sexta-feira (08), no Diário Oficial de Porto Alegre. Os candidatos passarão pelas etapas de entrevista, produção escrita e análise de currículo.

As inscrições serão realizadas exclusivamente por meio da entrega da documentação exigida na Coordenadoria Geral Pedagógica da Smed, na rua dos Andradas, 680, 8ºandar, entre 9h e 11h30 e das 14h às 17h do dia 11 a 14 de novembro de 2019. A ficha de inscrição, anexa ao edital, deverá ser impressa e entregue em envelope lacrado, juntamente com a documentação comprobatória da formação exigida.

Para todas as funções é necessária a graduação em Licenciatura Plena e, conforme as áreas de atuação, especialização em psicopedagogia, estimulação precoce, psicomotricidade, em educação especial, educação inclusiva e em altas habilidades/superdotação.

Entre os pré-requisitos estão no mínimo três anos de efetivo exercício docente na rede municipal; não ter sido responsabilizado em decorrência de processo administrativo/disciplinar nos últimos cinco anos e ter disponibilidade para exercer a função em 40 horas.

Entre as atribuições, estão: elaborar e implementar o Plano de Desenvolvimento Individual do aluno; contribuir na elaboração e efetivação da adaptação curricular; desenvolver atividades pedagógicas específicas para cada aluno de acordo com suas potencialidades, subjetividades ou necessidades; e acompanhar o aluno em seu cotidiano escolar, orientando a supervisão, a orientação escolar, os professores, as turmas e as famílias.

O resultado será publicado no Dopa até 3 de dezembro e, após o período de recursos, a divulgação final dos resultados está prevista para 10 de dezembro de 2019.