Domingo, 29 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

CAD1 A atriz Fernanda Montenegro é a mulher mais admirada do Brasil

A constatação foi feita através da uma pesquisa com 780 homens e mulheres de todas as regiões do País. (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Fernanda Montenegro é a mulher mais admirada do Brasil. A constatação foi feita através da uma pesquisa com 780 homens e mulheres de todas as regiões do País pelo Instituto QualiBest, com pessoas de diferentes faixas etárias e classes sociais.

Em segundo lugar, a brasileira mais admirada pelos entrevistados foi a cantora Ivete Sangalo, seguida pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro, a ativista Maria da Penha e a ex-presidente da República Dilma Rousseff.

A pergunta para a base das entrevistas foi: “Quem  é a mulher brasileira que você mais admira?” O Top 10 inclui as personalidades femininas que tiveram mais de 2% das citações na pesquisa.

Para Daniela Malouf, diretora-geral do Instituto QualiBest, a maior surpresa do estudo é a relevância de personalidades políticas no Top 10. “É surpreendente como as pessoas estão envolvidas com personalidades inseridas no meio político e ativista, como Michele Bolsonaro, Maria da Penha, Dilma Rousseff e Damares Alves, nomes que ganharam um destaque considerável nos últimos anos”, afirma.

A presidente do instituto também chama atenção para a presença de representantes das artes cênicas no topo da lista. “Ao mesmo tempo, o fato de termos dois grandes nomes da arte e do entretenimento nos primeiros lugares do ranking, Fernanda Montenegro e Ivete Sangalo, mostra a grande influência que a cultura popular exerce no dia a dia dos brasileiros”, finaliza.

Entre as outras personalidades femininas citadas no estudo, que respondem por 1% a 2% das menções dos entrevistados, estão as apresentadoras Fátima Bernardes e Xuxa, as jornalistas Glória Maria e Maju Julia Coutinho, a atriz Marina Ruy Barbosa, a deputada estadual Janaína Pascoal (PSL-SP) e a ativista Luisa Mell.

Ranking

1º – Fernanda Montenegro (8% das menções), 2º – Ivete Sangalo (7% das menções), 3º – Michele Bolsonaro (4% das menções), 4º – Maria da Penha (4% das menções), 5º – Dilma Rousseff (4% das menções), 6º – Marta Vieira da Silva (3% das menções), 7º – Gisele Bündchen (2% das menções), 8º – Damares Alves (2% das menções), 9º – Anitta (2% das menções) e 10º – Ana Maria Braga (2% das menções).

União de mulheres

A atriz Marina Ruy Barbosa aproveitou o Dia Internacional da Mulher para fazer uma reflexão sobre a necessidade de as mulheres se unirem e não julgarem umas as outras.

Recentemente, a atriz foi criticada por, supostamente, ter sido o motivo da separação do casal José Loreto e Débora Nascimento. Em rede social, ela negou os rumores e disse que se tratava de um assunto “infundado”.

Nesta sexta-feira (8), ela publicou uma foto, provavelmente registrada em décadas anteriores, de duas mulheres em marcha que seguram uma bandeira. Na faixa, está escrito “Women unite!”, “Mulheres se unem”, em português. Na legenda, ela falou sobre a importância de apoiar e não criticar outras mulheres.
“Precisamos juntas desconstruir essa rivalidade que criaram entre nós. Comece por você a mudança que quer ver em outra mulher”, disse a atriz.

Marina ainda deu uma dica: “Não seja uma mulher opressora. Com certeza o falar é mais fácil do que o agir. Colocar em prática atitudes feministas diante de uma sociedade que todos os dias propaga a rivalidade e competitividade entre as mulheres não é fácil. Mas é um esforço diário, e olhar atento para todas as atitudes que temos”.

“Antes de acusar, julgar, expor, procure saber, vá atrás da verdade, pois suas atitudes e comentários podem trazer um mal irreversível para outra mana”, destacou.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de CAD1

O concurso Miss Brasil elege a mulher mais bonita do País neste sábado
O corpo do cantor Michael Jackson pode ser exumado após novas acusações de abuso sexual
Deixe seu comentário
Pode te interessar