Terça-feira, 04 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Mundo A imprensa internacional repercute o exame positivo de Bolsonaro para o coronavírus

Compartilhe esta notícia:

O The New York Times noticiou o fato na principal página de seu site. (Foto: Reprodução)

Diversos veículos da imprensa internacional repercutiram nesta terça-feira (7) a afirmação dada pelo presidente Jair Bolsonaro de que ele contraiu o novo coronavírus. Os jornais enfatizaram que, desde o início da pandemia no país, a postura do presidente brasileiro foi de minimizar a doença.

O The New York Times noticiou o fato na principal página de seu site, ressaltando que o presidente passou meses negando a gravidade da pandemia. O jornal relembrou que o presidente do Brasil descumpriu reiteradamente as recomendações de saúde, como evitar aglomerações e fazer uso de máscara.

O The Washington Post também destacou o fato em sua principal página digital, e reforçou que até agora o presidente se colocou como cético da doença, destoando da postura de outras lideranças mundiais. O Post relembrou que o presidente chamou a doença de “gripezinha” e chegou a anunciar que faria um grande churrasco, o que provocaria aglomeração em meio à escalada de mortes no País.

A Bloomberg, que também noticiou o fato, mencionou ainda que o presidente se reuniu com apoiadores sem fazer uso de máscara.

A imagem de Bolsonaro  ocupou também a principal página digital do jornal francês Le Monde, que destacou que o presidente teve agenda com diversos ministros de Estado na última semana.

O portal Euronews, que também enfatizou a atitude do presidente de minimizar a pandemia, citou também declarações do mandatário de que tinha “histórico de atleta”, e que portanto a doença não passaria de uma “gripezinha” para ele.

O The Guardian foi na mesma linha, e relembrou que o presidente tratou reiteradamente a doença como algo trivial.

Também o italiano Corriere Della Sera anunciou o fato, reforçando a postura do presidente de minimizar a pandemia e contrariar recomendações de saúde.

Exame

O presidente Jair Bolsonaro revelou que contraiu o novo coronavírus. O exame foi feito na última segunda-feira (6), sem usar codinome para identificação. Os primeiros sintomas da doença, de acordo com o relato do presidente, começaram ainda no domingo (5). Bolsonaro, que tem 65 anos e faz parte do grupo de risco da doença, disse estar se sentindo bem após apresentar febre de 38ºC no dia anterior.

Em entrevista a jornalistas de TVs no Palácio da Alvorada, o presidente afirmou que já iniciou o tratamento com hidroxicloroquina, medicamento que não tem eficácia comprovada contra a doença, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com Bolsonaro, o fato de não estar sofrendo com os sintomas mais graves da doença se deve ao uso precoce do medicamento. Bolsonaro já havia feito um exame dos pulmões, no Hospital das Forças Armadas, e disse a apoiadores que estava “tudo limpo”.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

A Procuradoria Geral da Bolívia acusou o ex-presidente Evo Morales, refugiado na Argentina, por terrorismo e pede a sua prisão
A Organização Mundial da Saúde admite a possibilidade de transmissão aérea do coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar