Segunda-feira, 12 de Abril de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Cloudy

Brasil A média móvel de mortes por coronavírus no Brasil é recorde pelo nono dia seguido

Compartilhe esta notícia:

A média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 1.497, ainda em alta e com novo recorde — é a maior desde o começo da pandemia. A variação foi de 42% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desse domingo (7).

Também já são 46 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de 1 mil, 10 dias acima de 1,1 mil, e pelo oitavo dia a marca aparece acima de 1,2 mil. Foram nove recordes seguidos de 27 de fevereiro até aqui.

Veja a sequência da última semana na média móvel:

— Sábado (27): 1.180 (recorde);

— Domingo (28): 1.208 (recorde);

— Segunda-feira (1º): 1.223 (recorde);

— Terça-feira (2): 1.274 (recorde);

— Quarta-feira (3): 1.332 (recorde);

— Quinta-feira (4): 1.361 (recorde);

— Sexta-feira (5): 1.423 (recorde);

— Sábado (6): 1.455 (recorde);

— Domingo (7): 1.497 (recorde).

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 11.018.557 brasileiros já tiveram ou têm o coronavírus, com 79.237 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 67.061 novos diagnósticos por dia — o maior número registrado desde o começo da pandemia. Isso representa uma variação de 42% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta também nos diagnósticos.

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás. Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Estados Unidos

A média móvel de novos casos de coronavírus nos Estados Unidos diminuiu 74,9% no início de março, em comparação ao maior pico registrado em janeiro deste ano.

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), o índice de 249.360 contaminações (11.jan.2021) caiu para 62.555 (3.mar). Também afirmou que a média semanal de internações de pacientes com coronavírus teve queda de 67%: de 16.540, em nove de janeiro, para 5.490, em dois de março.

A melhora dos índices acompanha o número de pessoas que já foram vacinadas no país. Segundo dados, até 4 de março, 16,1% dos cidadãos americanos já teriam recebido a 1ª dose da vacina.

Apesar dessa melhora e da diminuição do número de transmissões e hospitalizações, os Estados Unidos ainda registram números preocupantes em relação ao ano passado.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

O Brasil teve 105 mil denúncias de violência contra a mulher em 2020: quase 300 por dia
Denúncias de violência contra a mulher somam 105,6 mil em 2020 no País
Deixe seu comentário
Pode te interessar