Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Partly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre “A população não entende mais nada”, diz prefeito de Porto Alegre sobre o Distanciamento Controlado

Compartilhe esta notícia:

Sebastião Melo participou de uma reunião virtual da Famurs

Foto: Reprodução/Twitter
Sebastião Melo participou de uma reunião virtual da Famurs. (Foto: Reprodução/Twitter)

“É hora de colocar a bola no centro do campo sobre o sistema de bandeiras do Rio Grande do Sul que administra a Covid. Até porque a população não entende mais nada”, declarou o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, em um vídeo divulgado nesta terça-feira (27) nas redes sociais.

“Nós já tínhamos dito na semana passada que o Rio Grande estava preparado para voltar à bandeira vermelha”, destacou Melo. As declarações foram dadas após a decisão do governador Eduardo Leite de alterar, por meio de decreto, de preta para vermelha a cor das bandeiras de todas as regiões no Mapa do Distanciamento Controlado gaúcho, suspendendo o modelo de cogestão.

A medida visa garantir o retorno das aulas presenciais na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental no Estado em meio a uma disputa judicial sobre o tema.

“Lugar de criança é na escola e na família”, afirmou o prefeito da Capital, que participou de uma reunião virtual da Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul) para avaliar os impactos da mudança para a bandeira vermelha e a suspensão da cogestão.

Na noite de segunda-feira (26), Melo comentou a decisão do Tribunal de Justiça do RS que proibiu o retorno das aulas presenciais no Estado durante a bandeira preta. “Mais uma vez, o Judiciário atuou pelo Executivo impedindo a retomada das aulas presenciais. No Brasil, a Justiça vem impedindo os administradores, eleitos pelo povo, de governar e encontrar saídas em meio à pandemia. Este imbróglio jurídico é reflexo da ineficácia do sistema de distanciamento adotado no RS”, escreveu o chefe do Executivo municipal nas redes sociais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Quatro novos desembargadores ingressam no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
O atual modelo de distanciamento controlado continuará existindo no Rio Grande do Sul até o dia 10 de maio, diz o governador gaúcho
Deixe seu comentário
Pode te interessar