Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Cláudio Humberto Acusação do dia “eclipsou” o Auxílio de R$ 600

Compartilhe esta notícia:

(Foto: Divulgação)

A acusação do dia contra o presidente Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (24), cumpriu o papel de fazer sumir do noticiário uma notícia muito positiva para as 17 milhões de pessoas pobres atendidas pelo programa Auxílio Brasil: o valor mínimo do benefício vai aumentar para R$ 600 mensais. Todos os espaços do noticiário foram dedicados à suspeita de que o chefe do governo teria “avisado” o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, dia 9, de uma operação de busca e apreensão contra ele.

Pressentimento
No áudio vazado, Ribeiro relata à filha que Bolsonaro lhe telefonou para “novamente” dizer que tinha um “pressentimento” de mandado de busca.

Temor confirmado
O presidente disse ao ex-ministro que isso seria feito para prejudicar seu governo. O temor se confirmaria 19 dias depois, com a prisão de Ribeiro.

Reeleição atingida
A prisão do ex-ministro pode vir a ser devastadora para as pretensões de reeleição. Se era o objetivo de quem a decretou, foi um sucesso.

É bom esperar sentado
A Justiça deveria mandar investigar o vazamento, sem demora, do áudio do telefonema grampeado, até para preservar o respeito à determinação.

Petista vai ‘investir’ R$ 20 milhões no São João
O governo da Bahia, do PT, vai gastar R$ 20 milhões para shows de artistas nos festejos de São João, quase todos de axé, tipo Daniela Mercury, que nada têm com música sertaneja. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) tem reiteradamente proibido uso de dinheiro público em shows de artistas sertanejos como Gustavo Lima ou Wesley Safadão, mas não se manifestou sobre a gastança petista. Na Bahia pode?

Na conta do contribuinte
O governador Rui Costa anunciou dois períodos de supostas “festas”: 23 a 26 de junho e 30 de junho a 2 de julho, independência da Bahia.

‘Investimento’
Rui Costa trata a festa como “investimento”, de onde se espera retorno. “Deve girar próximo a R$ 20 milhões que nós vamos aplicar”, disse.

Imperador é o alvo
MP baiano pediu semanas antes cancelamento de festa com Gustavo Lima, e Aldemario Coelho, que está na lista de artistas de Rui Costa.

Cruzada seletiva
O pré-candidato Ciro Gomes (PDT) acusou as Forças Armadas de serem “coniventes com o crime organizado na Amazônia”. Em sua guerra seletiva contra “ataques às instituições”, o Supremo Tribunal Federal não se mexeu. Mas o Ministério da Defesa decidiu processar o pedetista.

Pule de dez
O conselho de administração da Petrobras referendou, nesta sexta-feira (24), a indicação do presidente da República para Caio Paes de Andrade assumir a presidência-executiva da empresa.

Lá, como cá?
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, chamou de “alienados” e “extremos” os ministros do Supremo de lá que votaram contra a decisão que permitia o aborto. Aqui, ele estaria “atentando contra a democracia.”

Menos mortes
A Lei Seca completou 14 anos e produziu resultados incontestáveis no Distrito Federal, segundo o Detran. O órgão atribui à Lei o menor número de vítimas fatais em acidentes da série histórica: 180 em 2021.

Regra e exceção
O cientista político Ismael Almeida prevê nova comprovação da máxima “ninguém se elege sem dinheiro”. Ele lembra, entretanto, que toda regra tem exceção e a maior delas foi a vitória de Bolsonaro, em 2018.

Escolhas e direitos
O movimento Proarmas vai realizar uma passeata no dia 9 de julho, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em defesa de “direitos do cidadão, pela liberdade de escolha, e pelo direito de acesso às armas”.

Demorou
O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), experiente político paraibano, foi alvo de estrepitosa vaia, durante um evento de entrega de residenciais com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Dois sinais
Só 4 dos 55 líderes da União Africana participaram da videoconferência, ao vivo, com o ucraniano Volodymyr Zelensky, que busca apoio. A notícia foi enterrada no quinto parágrafo do texto do francês Le Monde.

Pensando bem…
… aparentemente, quem participa de motociata não participa de pesquisa eleitoral.

PODER SEM PUDOR

Sem lugar para ladrões
José Calixto, primo de Leonel Brizola, fundou no noroeste do Rio Grande do Sul, em 1961, o Movimento dos Sem Terra. Ao saber que os militares não queriam a posse de João Goulart, com a renúncia de Jânio Quadros, ele reuniu cinco mil homens e marchou para Porto Alegre. No meio do caminho, com dificuldades para alimentá-los, disse em voz alta: “Vou dar uma chance de vocês roubarem um pouco. Quem quiser roubar, dê um passo à frente.” Apresentou-se uma centena de manifestantes dispostos a “roubar”. “Eu só queria saber quem eram os ladrões. Quem deu um passo à frente, fora da tropa! Ladrão não luta pela Pátria!” E seguiu viagem.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Temor é de onda de prisões por motivação eleitoral
Levantamento nacional mostra Lula à frente de Bolsonaro
Deixe seu comentário
Pode te interessar