Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
28°
Fair

Ciência Americana se torna a mulher com mais tempo no espaço

Christina Koch conseguiu bater o recorde anterior, de 288 dias, neste sábado (28)

Foto: Divulgação
Christina Koch conseguiu bater o recorde anterior, de 288 dias, neste sábado (28). (Foto: Divulgação)

A astronauta americana Christina Koch bateu, neste sábado (28), o recorde de voo espacial único mais longo já feito por uma mulher: 289 dias. Ela chegou à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) em 14 de março.

E o marco ainda deve se estender: a missão de Koch à ISS está prevista para terminar só no dia 6 de fevereiro. Quando ela voltar a pisar na Terra, terá passado um total de 328 dias – quase 11 meses – a bordo da estação.

As missões costumam durar 6 meses, mas a Nasa (a agência espacial americana) anunciou em abril que estenderia a de Koch até o ano que vem. A missão dela vai ajudar a agência a entender os efeitos de longos voos espaciais  dados que são necessários para apoiar futuras missões de exploração espacial na Lua e em Marte.

O recorde da astronauta vale para voos feitos de uma vez só – ou seja, sem “idas e vindas” à Terra. Antes dela, o marco anterior desse tipo alcançado por uma astronauta mulher era de 288 dias, estabelecido pela americana Peggy Whitson, ex-comandante da estação espacial.

O recorde de Koch será apenas 12 dias mais curto que o estabelecido em 2016 pelo astronauta americano Scott Kelly, que passou 340 dias no espaço em um único voo. Koch também participou, em outubro, da primeira equipe feminina de caminhada espacial.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Mais dois mortos de Brumadinho são identificados; total sobe para 259
Polícia Rodoviária Federal apreende cerca de 250 mil maços de cigarros irregulares em Vacaria
Deixe seu comentário
Pode te interessar