Terça-feira, 26 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Mundo Aos 86 anos, morre a prima do rei da Espanha vítima de coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Os reis da Espanha, Felipe e Letizia testaram negativo para o Covid-19. (Foto: Reprodução)

A prima do rei Felipe VI da Espanha Maria Teresa de Bourbon Parma e Bourbon Busset, de 86 anos, morreu, na quinta-feira (26), vítima do novo coronavírus. O anúncio foi feito por seu irmão, o príncipe Sixto Enrique de Borbon, duque de Aranjuez.

“Na tarde de quinta-feira, 26 de março de 2020, faleceu em Paris, aos 86 anos de idade, sua irmã Maria Teresa de Bourbon Parma e Bourbon Busset, vítima do coronavirus covid-19. Don Sixto Henrique está muito triste e rogai orações pelo eterno descanso da sua irmã”, dizia o comunicado.

No começo de março, o rei Felipe e sua esposa, a rainha Letizia, fizeram o teste e ambos tiveram resultado negativo para coronavírus. Já no início da semana, o príncipe Charles, de 71 anos, do Reino Unido, teve resultado positivo para o vírus.

Mortes

A Espanha teve 838 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, divulgou o Ministério da Saúde do país neste domingo (29). O número é o segundo recorde diário nos últimos dois dias: entre sexta-feira (27) e sábado (28), o país havia registrado 832 mortes, número mais alto até então.

Ao todo, 6.528 pessoas morreram por Covid-19 no território espanhol. O número é o segundo maior no mundo, menor apenas que o da Itália – que teve 10.023 mortes, segundo monitoramento da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Neste domingo, o número de infecções pelo novo coronavírus chegou a 78.797 na Espanha, 6.549 a mais do que as registradas até sábado, quando havia 72.248 casos. A quantidade de registros da doença na Espanha é a quarta maior do mundo – atrás de Estados Unidos, Itália e China.

Idosos em asilo

A Unidade Militar de Emergências da Espanha informou a jornais locais ter encontrado 11 idosos mortos em um asilo no município de Leganés, que fica na província da capital, Madri. A informação é do jornal espanhol Vozpópuli.

Integrantes da unidade militar e dos bombeiros foram até o asilo, identificado como Residência Vitalina e, num primeiro momento, se depararam com cinco pessoas mortas. Ao voltar ao local à tarde, encontraram mais seis.

O jornal espanhol informou que a suspeita, de acordo com fontes da unidade militar, é de que os idosos possivelmente estavam com coronavírus. Apenas após laudo pericial, no entanto, a suspeita poderá ser confirmada ou descartada.

A unidade militar havia ido ao asilo para inspecionar o local, como vem realizando nas últimas semanas em toda a Espanha por motivo de crise sanitária.

Antes do asilo de Leganés, outras duas pessoas foram encontradas mortas em um hospital psiquiátrico de San Sebastián de los Reyes, em Madri.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Para conter o coronavírus, Donald Trump prorrogou a quarentena nos Estados Unidos até 30 de abril
Sem nenhuma morte causada pelo coronavírus, a Eslováquia começa a reabrir lojas
Deixe seu comentário
Pode te interessar