Terça-feira, 04 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Brasil Apoiadores do presidente Bolsonaro fazem carreata na Esplanada dos Ministérios

Compartilhe esta notícia:

Participantes pediam renúncia do presidentes da Câmara e do Senado e carregavam faixas com ataques ao STF. (Foto: Reprodução/ Twitter)

Manifestantes fizeram uma nova carreata em Brasília, na manhã do sábado (9), em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e contra os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O ato começou por volta das 11h e ocupou quatro faixas do Eixo Monumental. As vias foram liberadas às 14h40.

Com bandeiras do Brasil e vestido nas cores verde e amarelo, o grupo se concentrou no Museu da República e seguiu até o gramado do Congresso Nacional. Um carro de som comandava o ato.

Ainda na concentração, manifestantes carregavam um caixão, que diziam “levar Rodrigo Maia”. A referência é ao meme que circula nas redes sociais e mostra um velório em Gana, na África.

No trio que acompanhou o percurso, os organizadores também colocaram um boneco inflável com o rosto do parlamentar, que segurava um símbolo de dinheiro, vestia uma camisa com o escudo do Vasco e a logomarca da empresa Odebrecht. Manifestantes também arremessaram balões com água em fotos de autoridades do Legislativo de Judiciário, como um “tiro ao alvo” . Entre as imagens atacadas estava uma do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

A Polícia Militar acompanhou a carreata e, segundo a corporação, não houve registro de incidentes relacionados à manifestação. No local, militares orientaram o grupo a evitar aglomerações. Apesar da concentração de pessoa, em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que o ato não precisou de licença do GDF para ocorrer.

Algumas faixas levadas pelos manifestantes continham dizeres com ataques ao Supremo Tribunal Federal e pediam a “independência dos três poderes”.

O grupo também estendeu uma faixa sobre “vencer a corrupção”, que foi deixada no gramado em frente ao Congresso Nacional. Havia dizeres como “ditaDoria” e “o povo brasileiro apoia Bolsonaro”.

Em seguida, os manifestantes atiraram bolas em uma faixa que continha fotos de congressistas, ministros do Supremo e adversários políticos do presidente.

Leia íntegra da nota da SSP:

“A previsão de encerramento do ato é às 14h. A movimentação na Esplanada dos Ministérios será acompanhada pela Polícia Militar do DF (PMDF) e também contará com fiscalização do DF Legal, que atuará em casos de ambulantes, faixas fixadas no chão e demais atividades cabíveis à pasta.

Cabe esclarecer que a Secretaria de Segurança Pública e o Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB), composto por 22 órgãos, instituições e agências do governo, monitoram atos públicos de toda e qualquer natureza, respeitados os limites constitucionais. Realizar manifestação é um direito fundamental expresso no inciso XVI, do Artº 5, da Constituição Federal.

Além de auxiliar a promoção de ações de Segurança Pública, o trabalho integrado dos 22 órgãos que compõem o Centro corrobora com a mobilidade, fiscalização e saúde da população do DF.

A SSP/DF não faz levantamento de estimativa de público.”

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Bolsonaro cancela churrasco no Palácio da Alvorada após a repercussão negativa
Bolsonaro avalia recriar o Ministério da Segurança Pública
Deixe seu comentário
Pode te interessar