Domingo, 03 de julho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Após ataque em escola, Joe Biden diz que os Estados Unidos precisam lidar com banimento de armas

Compartilhe esta notícia:

O democrata finalizou o pronunciamento pedindo orações pelas vítimas.

Foto: Reprodução
(Foto: Reprodução)

Após um ataque que matou ao menos 18 crianças nos Estados Unidos nesta terça-feira (24), o presidente Joe Biden fez um discurso incisivo contra o setor de armas em seu país. “Sabemos que há tragédias, mas precisamos lidar com o banimento dessas armas”, disse.

O presidente também criticou a indústria bélica, afirmando que “fabricantes de armas trabalham para lucrar ainda mais e vem sendo assim nos últimos 20 anos. Nós precisamos nos erguer contra esse setor”.

Relembrando sua trajetória na política e seu posicionamento antiarmamentista, o presidente dos EUA declarou estar “exausto”. E complementou: “não me diga que não podemos ter um impacto nessa carnificina”. Biden criticou o lobby de armas no país, defendendo que “é hora de agir”.

Comparando a situação dos Estados Unidos com a de outros países, Biden contestou a frequência de ataques semelhantes ao desta terça em seu país.

“Esse tipo de massacre não acontece com a frequência que acontece nos Estados Unidos. Por que? Por que temos que viver com essa carnificina?”, questionou.

O democrata finalizou o pronunciamento pedindo orações pelas vítimas. “Que Deus abençoe as almas inocentes que hoje partiram, neste dia trágico. Que Deus aqueça o coração daqueles que sofrem no momento, porque eles precisarão de muita ajuda e muita de nossas orações”, declarou.

Kamala Harris

A vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, também comentou o ataque, durante a 20ª Gala Anual de Prêmios do Instituto Asiático do Pacífico Americano para Estudos do Congresso em Washington, DC.

“O presidente e eu estamos monitorando a situação de perto. Embora não saibamos todos os detalhes, sabemos que há pais que perderam filhos, famílias que perderam filhos e muitos outros que ficaram feridos”, disse Harris.

“Nossos corações continuam sendo partidos. Toda vez que uma tragédia como essa acontece, nossos corações se partem e nossos corações partidos não são nada comparados aos corações partidos dessas famílias. E, no entanto, continua acontecendo”, afirmou.

“Basta. Como nação, temos que ter a coragem de agir e entender o nexo entre o que faz uma política pública razoável e sensata para garantir que nada como isso aconteça novamente”, continuou Harris. “Povo de Uvalde, por favor, saibam que esta é uma sala cheia de líderes que choram com vocês e estamos orando por vocês e estamos com vocês”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Câmara dos Deputados instala nova comissão para debater reforma tributária
Em noite de Rodrigo Dourado, Inter goleia time equatoriano por 5 a 1 e avança na Sul-Americana
Deixe seu comentário
Pode te interessar