Terça-feira, 22 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Copa América 2021 Após Mastercard, a Ambev também desiste de expor suas marcas na Copa América

Compartilhe esta notícia:

Apesar da decisão, cervejaria vai continuar com o patrocínio acordado com a Conmebol. (Foto: Divulgação)

A Cervejaria Ambev anunciou na noite desta quarta-feira (9) que não irá expor suas marcas durante a Copa América no Brasil. Segundo o comunicado da empresa, a cervejaria seguirá “com seu compromisso e apoio ao futebol brasileiro”. Apesar de não expor mais a sua marca, a empresa honrará o pagamento da cota negociado com a Conmebol.

A Ambev é a segunda empresa que decidiu não apoiar mais o torneiro no Brasil. Na terça-feira (8), a operadora de cartões de crédito MasterCard já havia tomado a mesma decisão. Em nota, a companhia afirmou que “depois de uma análise criteriosa, decidimos por não ativar nosso patrocínio à Copa América no Brasil”. Assim como a Ambev, a Mastercard honrará com o pagamento.

A cota de patrocínio prevê que as marcas das empresas sejam exibidas em placas de publicidade na beira do gramado e durante as entrevistas de jogadores e comissão técnica, além de ações de marketing.

A Copa América seria disputada na Colômbia e na Argentina. No entanto, os países desistiram de sediar a competição por causa de protestos e pelo surto de Covid-19, respectivamente. Como a competição ficaria sem sede, o Brasil aceitou receber o torneio. E desde então, a decisão tem sido contestada. Inclusive, há um julgamento marcado no STF (Supremo Tribunal Federal) para decidir se o país poderá ser o anfitrião da competição. No entanto, os ministros não devem se manifestar contra a realização do Copa América.

Jogos começam domingo

A Copa América começa neste domingo (13), com o jogo Brasil x Venezuela, às 18h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O torneio terá jogos também em Cuiabá, Goiânia e no Rio de Janeiro.

A competição será realizada sem público nos estádios. A informação foi divulgada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante coletiva de imprensa para detalhar como será o protocolo de segurança da competição.

Segundo o ministro, os jogadores passarão por testes RT-PCR a cada 48 horas, e nenhuma testagem, ou eventuais internações, serão custeadas pelo SUS. “Todos os atletas têm seguro-saúde”, detalhou o Queiroga.

O ministro da saúde disse ainda que não será exigida a vacinação dos jogadores, pois outras competições não fizeram essa imposição. “A vacina poderia até causar algum tipo de reação que poderia comprometer o ritmo competitivo”, complementou o ministro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Copa América 2021

Jogadores da Seleção Brasileira decidem disputar a Copa América
Tite mantém a base da Seleção Brasileira e anuncia os jogadores convocados para a Copa América
Deixe seu comentário
Pode te interessar