Terça-feira, 07 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Capa – Caderno 1 Arthur comenta ausência de Neymar, mas garante força do grupo: “A seleção no coletivo é muito forte”

Arthur na coletiva de imprensa desta sexta-feira (7). (Foto: Rádio Grenal)
*Por Bárbara Assmann

 

A seleção brasileira realizou seu primeiro treino em Porto Alegre, nesta sexta-feira (7), porém, para Arthur, ex-Grêmio, foi como uma volta para casa. O volante começou sua trajetória aos 14 anos na base da equipe gaúcha. “Aqui realmente é o clube do meu coração, porque foi o clube que me projetou, que tornou possível esse sonho de ser jogador profissional de futebol”, relembrou.

As lembranças voltaram, mas a realidade é outra. Será a primeira Copa América do jogador, que falou sobre a principal ausência da equipe: Neymar. O atacante foi cortado por lesão no tornozelo e ficará de fora do torneio. Arthur afirmou que Neymar era referência para a equipe, mas disse confiar no grupo: “Desde que ele estava aqui com a gente, frisamos o coletivo. Sabíamos que ele era nossa referência técnica, mas que a seleção no coletivo no conjunto é muito forte”.

Para o volante, há outros jogadores com capacidade técnica capaz de suprir essa ausência. “Perdemos um grande jogador, mas o importante é que temos outras peças para suprir essas necessidades.” Arthur disse que tite cobra muita o coletivo, a união dos jogadores e que cada um deve saber o que fazer nos jogos. “Toda vez que um jogador de alto rendimento entra em campo, ele deixa a vida, o sangue. Ele faz seu melhor sempre, sempre deve dar 100%”, comentou sobre os companheiros.

O jogador William foi chamado para o lugar de Neymar e, na coletiva, Arthur elogiou o substituto do camisa 10: “William é um ótimo jogador, já ajudou a seleção muitas vezes, tá vindo de uma fase excepcional”.

Perguntado sobre a pressão caso o time não vença a Copa América, Arthur disse que ela existe desde a base. “Estamos acostumados a essa pressão desde muito jovem, é obvio que a pressão é o dobro, o triplo do tamanho”, falou, fazendo referência a Tite e à comissão técnica, que sabem como lidar e como ajudar com a tal da pressão: “Estamos preparados para suportá-la”.

 

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Empresa representante de Neymar garante que atleta não perdeu patrocínios após denúncia de estupro
Bolsonaro ficou preso em elevador do hospital quando foi visitar Neymar
Deixe seu comentário
Pode te interessar