Sábado, 26 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Partly Cloudy

Rio Grande do Sul Hospitais gaúchos receberam do Ministério da Saúde mais 100 respiradores artificiais

Compartilhe esta notícia:

Lote substituirá equipamentos alugados pelo governo do Estado. (Foto: EBC)

Em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (17), a titular da SES (Secretaria Estadual da Saúde), Arita Bergmann, informou o recebimento de mais 100 respiradores artificiais para hospitais gaúchos, ao longo desta semana. O lote foi enviado pelo Ministério da Saúde e abrange 70 aparelhos para UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e 30 para uso no transporte de pacientes de coronavírus.

A estratégia é substituir os equipamentos do tipo “beira-de-leito” alugados pelo governo do Estado para reforçar o tratamento de casos mais graves de Covid. “Assim, garante-se a manutenção permanente dessas UTIs, abertas durante a pandemia”, salientou Arita. Serão contempladas as seguintes instituições:

– HPS (Hospital de Pronto Socorro) de Canoas;

– Hospital de Tramandaí;

– Hospital de Viamão;

– Hospital Nossa Senhora Aparecida, de Camaquã;

– Hospital Regional de Santa Maria;

– Hospital Universitário de Santa Maria;

– Santa Casa de Caridade de Bagé;

– Hospital Geral Caxias Sul;

– Hospital São Sebastião Mártir, de Venâncio Aires;

– Hospital São Vicente de Paulo, de Cruz Alta;

– Hospital Santo Antônio, de Tenente Portela;

– Santa Casa de Misericórdia de Alegrete.

Compra

Desde a segunda-feira (14), outros quatro hospitais gaúchos receberam 30 respiradores comprados pela SES por meio de pregão eletrônico. A aquisição foi viabilizada por verbas de um convênio com o MP (Ministério Público) do Rio Grande do Sul, que disponibilizou recursos de um repasse do FRBL (Fundo Reconstituição de Bens Lesados).

De acordo com o governo gaúcho, a medida tem por finalidade equipar leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes adultos de coronavírus atendidos por meio do SUS (Sistema Único de Saúde). Todas as instituições contempladas se localizam no interior gaúcho:

– Santa Casa de Uruguaiana (Fronteira Oeste): dez respiradores;

– Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora de Rosário do Sul (Fronteira Oeste): cinco aparelhos;

– Hospital São Carlos de Farroupilha (Serra Gaúcha): dez unidades;

– Associação Hospitalar de Santo Ângelo (Região das Missões): cinco equipamentos.

O edital do processo de compra desses itens foi lançado em junho deste ano no site da Celic (Subsecretaria da Central de Licitações). A remessa faz parte de um lote maior, totalizando 230 aparelhos, a um custo unitário de R$ 55 mil.

Essa compra total foi finalizada em pouco mais de R$ 17 milhões, montante inferior ao valor de referência que constava no edital, proporcionando assim uma economia de aproximadamente R$ 5 milhões aos cofres públicos do Rio Grande do Sul.

O destino dos outros 200 respiradores, que chegaram na semana passada ao setor de suprimentos da Secretaria Estadual da Saúde, em Porto Alegre, será definido conforme as necessidades apresentadas pela rede hospitalar do Estado.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul caiu para o oitavo lugar em ranking geral de competitividade dos Estados
O coronavírus continua infectando e matando gaúchos. Estado já soma quase 168 mil casos confirmados e 3.538 mortes pela doença
Deixe seu comentário
Pode te interessar