Domingo, 03 de julho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Polícia Assaltante é preso horas após matar motorista de ônibus em Viamão

Compartilhe esta notícia:

Trabalhador foi morto com uma facada na ERS-118

Foto: Reprodução
Homem (D) estava há poucos dias no regime semiaberto, pelo mesmo tipo de crime. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um assaltante de 39 anos foi capturado na manhã desta quarta-feira (22), horas após matar com uma facada o motorista de um ônibus em trecho da rodovia estadual ERS-118 na cidade de Viamão (Região Metropolitana de Porto Alegre). Conforme a Polícia Civil, o autor do latrocínio possui diversos antecedentes criminais e estava no regime semiaberto desde a semana passada.

Imagens de uma câmera instalada no interior do coletivo relato informal de testemunhas apontaram que o indivíduo embarcou no veículo da linha Tarumã-Centro em um ponto próximo do acesso ao bairro Estalagem, por volta das 20h30min de terça-feira. Ele estava com o rosto descoberto e anunciou o roubo em seguida.

O condutor havia passado os últimos seis de seus 41 anos de vida ao volante na empresa. Instantes após o anúncio do assalto, ele entrou em luta com o criminoso e foi atingido por um ou mais golpes fatais de faca (ainda não há confirmação) – o objeto foi deixado para trás no próprio ônibus pelo autor do ataque, que acabou preso na Capital.

As outras quatro pessoas que estavam no interior coletivo tiveram pertences roubados e ficaram abaladas psicologicamente mas não sofreram ferimento. Elas já são aguardadas para depoimento.

Informações da 1ª Delegacia de Polícia de Viamão detalharam que o latrocida havia deixado a cadeia dias atrás, quando obteve direito a prisão em regime semiaberto, com monitoramento por tornozeleira eletrônica – que não estava utilizando no momento do crime. Motivo da sentença: assalto a ônibus.

Alvorada

Já em Alvorada, também na Região Metropolitana de Porto Alegre, foram indiciados pela Polícia Civil a mãe e o padrasto da menina Mirella Dias Franco, 3 anos, morta no dia 31 de maio em decorrência de ferimentos causados por agressões (hemorragia interna na região do abdômen, causada por objeto contundente que chegou a romper órgãos).

O casal (ela de 24 e ele de 27 anos), que já está preso, é acusado de tortura e infanticídio. A criança vinha sofrendo episódios extremos de violência familiar desde o ano retrasado, fato reiterado por testemunhas.

Também foi indiciado um conselheiro tutelar que, após o falecimento da menina, mentiu ter atendido o caso. Agora afastado do cargo, ele  responde por falso testemunho e falsificação de documento público.

Taquara

Já em Taquara (Vale do Paranhana), um adolescente de 15 anos morreu na borracharia onde trabalhava, atingido pela explosão de um pneu de caminhão. Outra pessoa, maior de idade, foi internada com ferimentos em um hospital da região.

O dono do estabelecimento detalhou que o garoto consertava o equipamento quando houve o acidente de trabalho – a esclarecimento da dinâmica dos fatos que levaram ao desfecho fatal ainda depende de investigação. A vítima morava na cidade de Parobé, localizada na mesma região.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Justiça Eleitoral simboliza eleições limpas, seguras e auditáveis, diz ministro Barroso
Brasil registra mais de 70 mil novos casos de covid nas últimas 24 horas
Deixe seu comentário
Pode te interessar