Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Política Bolsonaro pode decidir sobre o Orçamento de 2021 nesta segunda-feira

Compartilhe esta notícia:

Apesar de a decisão poder sair ainda nesta segunda-feira, Bolsonaro tem até quinta-feira (22) para sancionar ou vetar o projeto que passou pelo Congresso

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Apuração do Estado de S.Paulo revela oferta secreta de R$ 3 bilhões a parlamentares simpáticos ao Planalto. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O impasse em torno do Orçamento de 2021 pode chegar ao fim nesta segunda-feira (19), segundo previsão dada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro nos últimos dias. Apesar de a decisão poder sair ainda nesta segunda-feira, Bolsonaro tem até quinta-feira (22) para sancionar ou vetar o projeto que passou pelo Congresso.

O principal entrave é que o texto da maneira como foi aprovado pelos parlamentares não prevê dinheiro suficiente para o pagamento das despesas obrigatórias, ou seja, aqueles pagamentos que não podem ser cancelados, como gastos com benefícios previdenciários, por exemplo.

Desde que o texto chegou às mãos do presidente da República, ele acionou várias frentes dentro do governo para solucionar o impasse orçamentário, e há a possibilidade de que trechos sejam vetados. Caso isso ocorra, Bolsonaro pode se indispor com o Congresso Nacional, que se debruçou sobre o tema para aprovar, ainda que atrasado, o Orçamento de 2021.

Se Bolsonaro sancionar o texto como está, pode ser enquadrado na lei de responsabilidade fiscal por furar o teto de gastos. O presidente foi questionado sobre o tema por jornalistas nos últimos dias, mas ele preferiu não comentar.

A apoiadores, no entanto, ele mencionou o assunto na sexta-feira (16) e sinalizou que vetos podem ocorrer. Bolsonaro classificou o projeto como “uma coisa absurda”, pois se ele sanciona da maneira como está, “ele é quem vai ter que pagar a conta”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Falsa bomba é amarrada em boneco com farda da Brigada Militar em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre
CPI da Covid-19 deve começar na quinta-feira; trabalhos serão em regime semipresencial
Deixe seu comentário
Pode te interessar