Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Política Bolsonaro recria o Ministério do Trabalho e nomeia Onyx Lorenzoni como titular da pasta

Compartilhe esta notícia:

Pasta foi recriada como parte de uma minirreforma ministerial para acomodar aliados do presidente

Foto: Marcelo Casall Jr./Agência Brasil
Pasta foi recriada como parte de uma minirreforma ministerial para acomodar aliados do presidente. (Foto: Marcelo Casall Jr./Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro recriou nesta quarta-feira (28) o Ministério do Trabalho e Previdência e nomeou Onyx Lorenzoni como titular da pasta. A criação do ministério e a nomeação do novo ministro foram publicadas no DOU (Diário Oficial da União).

Antes ministro da Secretaria-Geral do governo, Lorenzoni foi acomodado no ministério recém-criado para abrir vaga para Luiz Eduardo Ramos, nomeado também nesta quarta ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. Ramos era chefe da Casa Civil, que passa a ser ocupada agora pelo senador Ciro Nogueira, outra nomeação publicada no DOU.

As mudanças integram a minirreforma ministerial mais simbólica da gestão Bolsonaro. Pela primeira vez, o Centrão comandaria um dos ministérios mais importantes do governo. O objetivo das mudanças é conter a vulnerabilidade de Bolsonaro no Congresso e tentar frear também a onda desfavorável provocada pela CPI da Covid.

A movimentação também implica em uma desidratação do Ministério da Economia, visto que as pastas de Trabalho e Previdência estavam sob o domínio de Paulo Guedes, que assumiu a área como um “superministro”.

Ministério do Trabalho

A recriação do Ministério do Trabalho foi realizada através da Medida Provisória 1.058, que altera a Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019, e terá até 13 secretarias.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Leonardo de Deus é apenas o sexto na final do 200m borboleta
Judoca gaúcha Maria Portela chora após ser eliminada em decisão polêmica dos juízes
Deixe seu comentário
Pode te interessar