Domingo, 16 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fog

Brasil Bolsonaro visita o Ceará nesta sexta-feira e gera aglomeração

Compartilhe esta notícia:

Público que apoia Bolsonaro se aglomera em evento em Tianguá, no interior do Ceará.

Foto: Mateus Ferreira/TV Verdes Mares/Reprodução
Público que apoia Bolsonaro se aglomera em evento em Tianguá, no interior do Ceará. (Foto: Mateus Ferreira/TV Verdes Mares/Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou nesta sexta-feira (26), em Tianguá, no Ceará, da assinatura da retomada de obras viárias em cidades do interior e na Grande Fortaleza. A visita ocorre em meio ao aumento de casos de coronavírus no Estado e, por isso, foi alvo de crítica do governador Camilo Santana (PT), que informou que não participaria do evento. O MPF apontou risco de aglomeração. À tarde, Bolsonaro deve visitar Fortaleza.

Bolsonaro discursou para uma multidão aglomerada na praça principal da cidade. Grades que cercavam o local foram retiradas um pouco antes da cerimônia, e o público correu para próximo da tenda em que foi assinada a ordem de serviço da obra da Travessia Urbana de Tinguá, na BR-222.

Os apoiadores se aglomeram à espera do presidente desde cedo próximos ao local do evento. Quando o presidente chegou à praça em carro aberto por volta de meio-dia, um “mar de gente” o acompanhou a pé.

Antes, com a chegada de Bolsonaro ao aeroporto de Parnaíba (PI) por volta das 11h, um grupo se aglomerou ao redor do presidente em frente ao aeroporto.

Também participaram do evento o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, prefeitos e líderes regionais.

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou em rede sociais que não estaria presente e, sobre a visita, disse “não compactuar com o que considera um grave equívoco”. As mortes pela doença crescem no Ceará desde dezembro, e o Brasil teve nesta quinta-feira (25) recorde de óbitos registrados em um único dia: 1.582.

Já Ministério Público Federal no Ceará recomendou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e às prefeituras de Fortaleza, Horizonte e Tianguá que evitem multidões na visita do presidente. “Os números da pandemia em todo estado inspiram atenção redobrada, permanecendo o isolamento social como política pública mais eficiente e indispensável no combate à disseminação do vírus”, disse o MPF.

Bolsonaro desceu em Parnaíba, por volta das 11h, conversou com apoiadores e seguiu em dois helicópteros para a cidade de Tianguá.

Esta é a segunda visita de Bolsonaro ao Ceará como presidente. Em setembro de 2020, o presidente participou de ato sem usar máscara e em meio a uma multidão.

Em visitas presidenciais recentes, como ao Acre, também houve aglomeração de pessoas. Em Sena Madureira, a comitiva circulou em um carro aberto, e a população acompanhou o trajeto.

Obras no Ceará

Segundo o ministro Tarcísio Gomes, serão assinadas a ordem de serviço das seguintes obras:

  • Continuidade do viaduto da BR-116 na cidade de Horizonte, obra parada há 16 anos. Valor: R$ 5,2 milhões
  • Duas obras de correção de curvas da BR-222 na cidade de Umirim, obra parada há 5 anos. Valor: R$ 16,7 milhões
  • Travessia urbana no trecho da BR-222 na cidade de Tianguá, parada há 10 anos. Valor: R$ 66.123.320,74
  • Duplicação do trecho da BR-222 entre o Porto de Fortaleza ao Porto de Pecém.

Em janeiro, a TV Verdes Mares mostrou em reportagem a buraqueira do trecho que vai receber melhorias em Tianguá.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes sociais
Operação Brick Over é deflagrada nas cidades de Viamão e Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar