Sábado, 02 de julho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Esporte Seleção Brasileira mantém liderança do ranking da Fifa; Argentina ultrapassa a França

Compartilhe esta notícia:

Neymar é um dos craques brasileiros que estarão na Copa do Mundo do Catar.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Neymar é um dos craques brasileiros que estarão na Copa do Mundo do Catar. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Faltando pouco menos de cinco meses para o início do Mundial do Catar, a Seleção Brasileira permanece na liderança do ranking de seleções da Fifa, cuja nova versão foi divulgada nesta quinta-feira (23), após o final das Eliminatórias para a Copa do Mundo e a disputa de amistosos internacionais e de partidas de competições como a Liga das Nações.

Três meses após ter conquistado a ponta da classificação, a equipe de Tite ampliou a vantagem sobre a vice-líder Bélgica. A terceira posição passa a ser ocupada pela Argentina do craque Lionel Messi, que conquistou a Finalíssima (confronto entre campeões da Copa América e da Eurocopa) ao derrotar a Itália por 3 a 1 no início do mês.

Fechando o Top 10 aparecem a atual campeã mundial França, na quarta posição, a Inglaterra, na quinta, a Espanha, na sexta, a Itália, na sétima, a Holanda, na oitava, Portugal, na nona, e a Dinamarca, na décima.

Mais convocados

As seleções nacionais poderão convocar até 26 jogadores para a próxima edição da Copa do Mundo masculina de futebol, depois que a Fifa aumentou nesta quinta em três o número máximo de integrantes por equipe no próximo mundial.

A Fifa disse que a mudança acontece por conta do momento incomum no calendário em que o torneio ocorre, assim como pelo impacto da covid nas seleções. O mundial do Catar acontece entre 21 de novembro e 18 de dezembro.

A Uefa adotou uma decisão semelhante no ano passado, permitindo que as equipes levassem três jogadores extras para a Eurocopa por conta da pandemia.

A International Board, entidade que define as regras do futebol, deu neste mês o sinal verde para o uso de cinco substituições nas partidas, o que havia sido inicialmente introduzido como uma regra provisória por conta da covid.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Setor químico prevê quase R$ 2 bilhões em investimentos até 2024 no Brasil
Ministério Público Federal diz que esquema de corrupção na Educação tinha “respaldo” de Milton Ribeiro
Deixe seu comentário
Pode te interessar