Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Economia Cartão social distribui R$ 6,6 milhões a famílias em vulnerabilidade

Compartilhe esta notícia:

Auxílio emergencial beneficiará cerca de 6,4 mil famílias inscritas no Cadastro Único.

Foto: Cesar Lopes/PMPA/Arquivo
Auxílio emergencial beneficiará cerca de 6,4 mil famílias inscritas no Cadastro Único. (Foto: Cesar Lopes/PMPA/Arquivo)

Foram entregues, na tarde desta quinta-feira (13), os primeiros cartões sociais do Programa Municipal Temporário de Transferência de Renda às famílias que se enquadram nos critérios de vulnerabilidade social e situação de pobreza. Ao todo, serão distribuídos até R$ 6,6 milhões para o auxílio emergencial a cerca de 6,4 mil famílias inscritas no CadÚnico (Cadastro Único) com renda mensal per capita de até meio salário mínimo e que não recebem nenhum benefício social, como Bolsa Família, Auxílio Emergencial e Seguro-Desemprego, entre outros.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior fez a entrega dos três primeiros cartões magnéticos no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) Leste II, no bairro Morro Santana. Os demais beneficiados devem conferir no site https://prefeitura.poa.br/coronavirus, a partir desta sexta-feira (14), os locais e calendário de entrega.

Faixas de renda

O cartão será concedido a famílias com renda mensal per capita de R$ 89,00 a R$ 522,50. Famílias com rendimento per capita de até R$ 89,00 terão direito ao valor fixo de R$ 150,00. As que ficam entre R$ 89,00 e R$ 178,00 receberão R$ 100,00. Já as famílias com renda per capita de R$ 178,00 a R$ 522,50 receberão R$ 50,00. Em todas as faixas, serão somados mais R$ 50,00 para cônjuges, crianças de zero a 12 anos, adolescentes de 13 a 17 anos, pessoas com deficiência e idosos. Não há limite de número de integrantes da família para receber o benefício.

O auxílio emergencial será concedido pelo prazo de três meses, podendo ser prorrogado por igual período, até o fim da vigência de medidas de restrição de circulação e de atividades econômicas em virtude da pandemia da Covid-19.

Compras

Os créditos do cartão poderão ser utilizados na compra de gêneros alimentícios, material de higiene e limpeza, em mercados, supermercados e padarias. Está vedado o uso para compra de bebidas alcoólicas, cigarros e afins. Além de apoiar o beneficiário, o cartão contribui para impulsionar a economia e fomentar a renda dos pequenos negócios dos bairros.

Os estabelecimentos comerciais que venderem, por meio do cartão do programa, produtos diferentes dos previstos ficarão sujeitos à multa de R$ 2 mil. Em caso de novo descumprimento, a multa será de R$ 10 mil. O beneficiário que não cumprir as regras poderá ser suspenso do programa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Pacientes poderão agendar consultas por aplicativo em Porto Alegre
Divulgados os premiados dos editais emergenciais de auxílio à cultura em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar