Domingo, 14 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Caso Ronei Jr: segundo júri começa nesta segunda-feira em Charqueadas

Compartilhe esta notícia:

Ronei Jurkfitz Faleiro Jr., de 17 anos, morreu após ter sido agredido na saída de uma festa.

Foto: Reprodução
Ronei Jurkfitz Faleiro Jr., de 17 anos, morreu após ter sido agredido na saída de uma festa. (Foto: Reprodução)

O segundo júri do caso Ronei terá início nesta segunda-feira (4), com o julgamento de mais três réus. Os trabalhos serão realizados no salão do Júri da Comarca de Charqueadas, a partir das 9h, e têm previsão de três dias de duração. Ao todo, são nove réus que respondem às acusações do Ministério Público e que foram divididos em três julgamentos, sendo que o primeiro já ocorreu. Haverá transmissão ao vivo pelo canal do TJRS no YouTube.

Ronei Faleiro Jr foi morto em 1° de agosto de 2015, na saída de uma festa organizada pela turma dele da escola, em frente a um clube da cidade. Ele estava acompanhado do pai e de um casal de amigos, que também foram agredidos, mas sobreviveram aos ataques.

Denúncia

Conforme a denúncia do Ministério Público, o pai da vítima, Ronei Wilson Jurkfitz Faleiro (também vítima), deixou seu filho Ronei Jr. na noite de 31 de julho de 2015, às 22h, no Clube Tiradentes, em Charqueadas. O combinado era que iria buscá-lo às 5h. O jovem participava de uma festa, promovida para arrecadar fundos para a formatura no Ensino Médio da turma dele. Ronei Jr era um dos organizadores do evento.

Os réus também estavam na festa. Conforme o Ministério Público, eles formavam o “bonde da aba reta”. Todos tinham à época do fato entre 18 e 21 anos.

Na volta para casa, Ronei Jr pediu que o pai desse carona para um casal de amigos – Richard e Francielle. Na saída do clube, os réus começaram a perseguir o grupo, arremessando contra eles garrafas de vidro. Eles tentaram correr para o interior do carro, mas foram cercados pelos acusados, que desferiram chutes, socos (com soqueiras) e golpes de garrafas de vidros. O motivo da briga teria sido porque Richard era morador da cidade vizinha, São Jerônimo.

Ronei Jr. foi o último a conseguir entrar no veículo, cercado por outros jovens, que chutavam o automóvel e tentavam abrir as portas. O pai dele também foi atingido com garrafadas, socos e pontapés. Em um determinado momento, ele conseguiu se desvencilhar dos agressores, entrou no carro e saiu imediatamente do local.

No caminho, ao perceber as lesões que o filho e o casal haviam sofrido, Ronei pai deslocou-se para o Hospital de Charqueadas. Devido à gravidade, foi encaminhado para o Hospital Santo Antônio, em Porto Alegre. No entanto, o adolescente já teria sido conduzido de ambulância para a capital sem vida. O principal golpe – que provocou traumatismo craniano e a consequente morte do adolescente – teria sido ocasionado por um soco desferido por um dos agressores que estava com uma garrafa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Pessoas a partir de 42 anos podem receber quarta dose contra a Covid nesta segunda em Porto Alegre
Banco Central em alerta contra a inflação de serviços com a retomada da economia
Deixe seu comentário
Pode te interessar