Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Light Rain

Brasil Chefe da Força Nacional de Segurança do Brasil pede demissão e diz que o governo não tem “escrúpulos”

Compartilhe esta notícia:

Ao pedir para sair, o coronel enviou um e-mail aos seus subordinados criticando o governo (Foto: Reprodução)

O chefe da Força Nacional de Segurança, coronel Adilson Moreira, pediu demissão do cargo alegando que estava passando por um “conflito ético” por trabalhar para um governo que, segundo ele, é comandado por um “grupo sem escrúpulos, incluindo aí a presidente da República”. A sua exoneração foi publicada nesta quinta-feira (31) no Diário Oficial da União.

Ao pedir para sair, o coronel enviou um e-mail aos seus subordinados criticando o governo federal. “Minha família exigiu minha saída, pois não precisa ser muito inteligente para saber que estamos sendo conduzidos por um grupo sem escrúpulos, incluindo aí a presidente da República. Me sinto cada vez mais envergonhado. O que antes eram rumores, se concretizaram”, diz o texto do coronel. No e-mail, ele explica que pediu para ser destituído do cargo em, no máximo, 15 dias, em 21 de março.

A Força Nacional é um órgão ligado ao Ministério da Justiça. A pasta afirmou, por meio de nota, que considerou “graves” as declarações feitas pelo coronel e que, como elas “podem implicar falta disciplinar e gesto de deslealdade administrativa”, vai instaurar inquérito administrativo e levar o caso à Comissão de Ética Pública da Presidência da República, uma vez que Moreira mencionou o nome de Dilma.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 28 milhões no sábado
Piloto muda a rota do avião para os passageiros verem de perto a erupção de um vulcão
Deixe seu comentário
Pode te interessar