Terça-feira, 22 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Partly Cloudy

Ciência China se prepara para pousar robô teleguiado em Marte

Compartilhe esta notícia:

O pouso durou sete minutos e transformou a China no segundo país a tocar o solo marciano com sucesso. (Foto: Divulgação)

A agência espacial chinesa (CNSA) informou nesta sexta-feira (14) que iniciou os preparativos de um pouso em Marte que deve liberar um pequeno robô teleguiado, em uma operação complexa que reflete as ambições espaciais do gigante asiático.

No ano passado, a China lançou a sonda “Tianwen-1” em direção ao planeta vermelho, numa viagem que levou sete meses para percorrer os 55 milhões de quilômetros até o Planeta Vermelho. Esta distância equivale a 1400 voltas da Terra. A missão chegou a Marte em 10 de fevereiro, e desde então, tem se aproximado do planeta a cada 49 horas enquanto flutua em uma órbita elíptica. A cada volta, aproveita a passagem para registrar imagens em alta resolução do local de pouso, uma região chamada de Utopia Planitia e que pode ter sido coberto por um antigo oceano marciano.

Composta de três elementos, incluindo um aterrissador que pousará nas próximas horas, o módulo permitirá que o robô chamado “Zhurong” (deus do fogo, na mitologia chinesa) saia para analisar a superfície do planeta.

Qual é a missão do robô Zhurong?

Os cientistas da missão, desde a chegada da sonda Tianwen-1, estão focados em coletar dados e analisar a topografia e a geologia da Utopia Planitia. No entanto, descer com sucesso à superfície de Marte é um desafio extraordinário. Apenas a NASA pousou e operou espaçonaves com segurança em solo marciano. A única outra tentativa foi da sonda soviética Mars 3, em 1971, que transmitiu metade de uma foto antes de ficar em silêncio eterno.

Mas antes de qualquer aventura em Marte firme, primeiro, o rover Zhurong tem um complicado ‘rito de passagem’. Os sinais vitais do robô devem enfretar os “sete minutos de terror”, o tempo que decorre na queda até o solo do planeta, e que mesmo após o pouso terá de enviar uma mensagem de confirmação que reverberará de lá até a Terra após longos 18 minutos, nesse tempo, só vale torcer para que tudo ocorra conforme o planejado.

Assim que as seis rodas de Zhurong saírem da plataforma de pouso e caírem na poeira marciana, o rover expandirá seus painéis solares dobráveis ​​em forma de borboleta e explorará a área para uma missão primária que durará três meses. O veículo poderia funcionar muito além desse objetivo primário, entretanto – os rovers movidos à energia solar Spirit e Opportunity tinham missões de cerca de 90 dias, e cada um deles acabou explorando Marte por anos. Utopia Planitia, é considerado o local de um antigo mar, tem camadas sedimentares que podem conter evidências de água antigas de Marte. Ainda mais emocionante, essas camadas de rocha podem conter vestígios da vida que existiu ou existe em Marte.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

A água em Marte desapareceu; saiba para onde ela pode ter ido
Coronavírus: veja o que a ciência já descobriu sobre a maior agressividade da variante P.1 em jovens
Deixe seu comentário
Pode te interessar