Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
16°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Notícias Chuvas no RS: partido de Leite, PSDB critica atraso de Lula em socorro à população

Compartilhe esta notícia:

Nota foi assinada por Aécio Neves (foto) e Marconi Perillo. (Foto: Reprodução)

O PSDB – partido do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite – divulgou uma nota criticando aquilo que definiu como “atraso” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao prestar socorro à população gaúcha. Na quinta-feira (2), Lula realizou um sobrevoo no estado e se encontrou com Leite. Na ocasião, ele afirmou que não faltará recurso para atender às necessidades do estado e determinou a instalação de uma base do governo federal para centralização das informações e coordenação das ações. A visita, contudo, ocorreu no terceiro dia de inundações.

Após o encontro, Leite afirmou que a reunião foi muito proveitosa, e que governo federal e estadual estão alinhados no resgate à população. Leite ainda afirmou que esse já é o pior desastre climático do estado.

“A nossa reunião foi muito proveitosa no sentido de colocar toda velocidade, todo foco de forma equilibrada, tudo o que precisamos fazer para dar respostas com equipamento, efetivos, com foco no resgate das pessoas. Nesse momento, o foco absoluto, total, é no resgate das pessoas, salvar vidas, estamos alinhados nisso, presidente Lula”, afirmou.

O partido de Leite, contudo, fala em omissão e cita outros compromissos de Lula enquanto as chuvas se intensificavam. Assinam o documento o presidente nacional do PSDB, Marconi Perillo, e o presidente do Instituto Teotônio Vilela, Aécio Neves.

“Lula chegou, mais uma vez, com atraso ao Rio Grande do Sul. Mesmo no auge da tragédia que já contabilizava inúmeras vítimas desde o início da semana, o presidente preferiu priorizar seus interesses partidários, participando de um comício para o seu candidato à Prefeitura de São Paulo financiado com dinheiro público e pelo qual já responde à Justiça. Sobrevoos, fotos de divulgação tiradas por seu fotógrafo particular e declarações à imprensa não diminuirão o sofrimento pelo qual passam milhares de gaúchos”, diz um trecho do comunicado divulgado pelo PSDB.

“Discriminação”

O texto também fala em “discriminação” pelo fato de Leite não pertencer a um partido da base do governo.

“Diante da situação dramática do Rio Grande do Sul, cuja população foi gravemente atingida pelas recentes chuvas, o que se espera do Presidente da República é que não haja, nesse grave momento, qualquer tipo de discriminação em razão dos posicionamentos políticos ou do partido ao qual pertence o governador Eduardo Leite. É fundamental nessa hora o envolvimento célere de todas as áreas do governo, em especial as Forças Armadas, e principalmente a liberação imediata de recursos orçamentários para que o governo do Estado possa atender às prioridades da população atingida. O que a população gaúcha e brasileira esperam do presidente da República é que ele aja como presidente de todos os brasileiros e não apenas dos seus aliados”, completa o comunicado.

O número de mortos chegou a 37 nesta sexta-feira. Ao menos 74 pessoas seguem desaparecidas. De acordo com o último boletim, 235 cidades foram afetadas e mais de 31 mil pessoas estão fora de casa devido aos temporais — 7.949 em abrigos e 23.598 desalojados.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Três estações de tratamento de água do Dmae estão paradas devido a alagamentos
Motorista conta como tirou 12 crianças antes de ônibus escolar ser engolido pela água em SC: “pensar rápido e agir”
https://www.osul.com.br/chuvas-no-rs-partido-de-leite-psdb-critica-atraso-de-lula-em-socorro-a-populacao/ Chuvas no RS: partido de Leite, PSDB critica atraso de Lula em socorro à população 2024-05-04
Deixe seu comentário
Pode te interessar