Domingo, 19 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Thunder in the Vicinity

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Copa América 2021 Com o coronavírus como “sombra”, Copa América começa neste domingo com o Brasil em campo

Compartilhe esta notícia:

O Brasil manteve o elenco dos dois últimos jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
O Brasil manteve o elenco dos dois últimos jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Após muitas pressões políticas, sanitárias e comerciais, em uma incerteza que chegou à Justiça brasileira, a edição de 2021 da Copa América começa neste domingo (13) com a Seleção Brasileira em campo contra a Venezuela, partida que será disputada em Brasília a partir das 18h.

A véspera do início da competição foi marcada por más notícias. Pela manhã, a seleção venezuelana anunciou ter detectado 13 casos de Covid-19 em sua delegação, de 65 pessoas. A noite foi a vez da Bolívia, que confirmou quatro casos, sendo três jogadores e um integrante da comissão técnica.

O agravamento da pandemia da Covid-19 levou a Argentina a desistir de sediar a competição, seguindo a Colômbia, que havia aberto mão do torneio diante de um momento de instabilidade política no país.

A decisão do Brasil em aceitar receber a competição foi criticada por senadores da oposição e até por parte dos próprios atletas. Da sua parte, o governo federal, assim como os estados e cidades que aceitaram a Copa América, declaram confiar nos protocolos sanitários da Conmebol, bem como ressaltam que o país já permite partidas de diversas competições, nacionais e internacionais.

Além de Brasília, que recebe a partida entre Brasil e Venezuela, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro receberão os jogos. A Seleção Brasileira e a Venezuela integram o grupo B da Copa América, que também tem Equador, Colômbia e Peru. Estas duas últimas também jogam no domingo, às 20h, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

A partida de abertura da competição será apitada pelo árbitro uruguaio Esteban Ostojich. O chileno Julio Bascuñán comandará o árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês). Como previsto em todos os jogos da Copa América, o primeiro jogo do Brasil não terá torcida.

O Brasil manteve o elenco dos dois últimos jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, com a exceção de Rodrigo Caio, que deixou a escalação para abrir espaço a Thiago Silva, do Chelsea (ING), que esteve afastado para tratar uma lesão.

Nas Eliminatórias, o Brasil tem uma campanha irretocável: seis vitórias seguidas, sobre Bolívia (5 a 0), Peru (4 a 2), Venezuela (1 a 0), Uruguai (2 a 0), Equador (2 a 0) e Paraguai (2 a 0), na última terça-feira).

Também na última terça-feira, a Venezuela empatou por 0 a 0 com o Uruguai. Antes disso, perdeu para a Bolívia (3 a 1), ganhou do Chile (2 a 1) e perdeu para o Brasil (1 a 0), para o Paraguai (1 a 0) e para a Colômbia (3 a 0).

Polêmicas da competição

Disputada por seleções de futebol de 10 países, o torneio deste ano chegou ao Brasil por caminhos tortuosos: originalmente, os países que iriam sediar o evento eram Argentina e Colômbia.

No entanto, tomada por protestos de milhares de pessoas contra o governo do presidente Iván Duque, a Colômbia desistiu de sediar o evento esportivo no dia 20 de maio, a menos de um mês do início da competição.

Com a notícia, a Argentina passou a ser a sede única da Copa América, mas 10 dias depois da desistência da Colômbia, foi a vez dos argentinos abrirem mão de sediar o evento, decisão creditada à alta taxa de infecção por Covid-19 no País.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Copa América 2021

Parlamento de Israel vota neste domingo mudança no governo
Eleitores de cinco municípios brasileiros definem novos prefeitos neste domingo
Deixe seu comentário
Pode te interessar