Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

Mundo Com segurança reforçada, Câmara dos Estados Unidos começa a debater impeachment de Donald Trump

Compartilhe esta notícia:

Trump é acusado de incitar a violência que resultou na invasão do Capitólio

Foto: Reprodução/Twitter
Trump é acusado de incitar a violência que resultou na invasão do Capitólio. (Foto: Reprodução/Twitter)

Com a segurança reforçada no Capitólio, congressistas começaram a analisar nesta quarta-feira (13) o segundo processo de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na Câmara dos Representantes.

Ele é acusado formalmente de incitar a violência que resultou na invasão do Capitólio, a sede do Congresso dos EUA, na semana passada. Ao contrário do Brasil, o presidente dos EUA não é afastado quando o processo de impeachment é aprovado na Câmara. A remoção definitiva só ocorre caso o processo seja aprovado também pelo Senado. Assim, Trump deve permanecer no cargo até a posse de Joe Biden, que ocorrerá na próxima quarta-feira (20).

No primeiro processo de impeachment, Trump foi condenado pela Câmara, mas absolvido pelo Senado. Nenhum deputado republicano e só um senador do partido votou contra o presidente. Agora, pelo menos cinco deputados republicanos já anunciaram que votarão a favor do impeachment.

Votação no Senado

Nunca um presidente americano teve o impeachment aprovado no Senado. Antes de Trump, Andrew Johnson e Bill Clinton também tiveram seus processos de impeachment aprovados pela Câmara e foram absolvidos pelo Senado. Já Richard Nixon renunciou antes de o processo ser votado na Câmara.

A dúvida é se os senadores republicanos que romperam com Trump conseguirão formar a maioria de dois terços no Senado para destituí-lo. Outra incógnita é se o Congresso pode continuar com o processo mesmo após ele deixar a Casa Branca, com o término do seu mandato.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Mais de cem bovinos criados de forma irregular são apreendidos no interior do Rio Grande do Sul
Governo gaúcho entrega mais leitos de UTI para pacientes com coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar