Sábado, 24 de Outubro de 2020

Porto Alegre

Brasil Comissão mista para unificar as propostas de reforma tributária da Câmara dos Deputados e do Senado emperra por divergência sobre quem será o relator

Compartilhe esta notícia:

As duas Casas também preveem a desoneração da folha de pagamentos de maneiras diferentes. (Foto: Agência Brasil)

A criação de uma comissão mista que unifique as propostas de reforma tributária da Câmara dos Deputados e do Senado emperrou. Cada Casa tem um projeto e um relator e ambas não chegam a um acordo sobre quem deve ser o relator do novo colegiado.

O grupo do Senado defende que o imposto único a ser criado abra espaço à adesão voluntária de Estados e municípios. Já o da Câmara advoga pela inclusão imediata desses entes no texto da norma. As duas Casas também preveem a desoneração da folha de pagamentos de maneiras diferentes.

As três PECs (propostas de emenda constitucional) que chegarão ao Senado na semana que vem serão subscritas pelos líderes do governo Fernando Bezerra (MDB-PE) e Eduardo Gomes (MDB-TO). As informações são da coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Ministro da Economia quer abater R$ 220 bilhões da dívida pública com dinheiro parado em fundos
Autor da facada em Bolsonaro recusa delação premiada e repete que agiu sozinho
Deixe seu comentário
Pode te interessar