Segunda-feira, 30 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Esporte Comitê Olímpico dos EUA pede o adiamento dos Jogos de Tóquio

A abertura do evento esportivo está programada para o dia 24 de julho

Foto: Reprodução
A abertura do evento esportivo está programada para o dia 24 de julho. (Foto: Reprodução)

O Comitê Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos mudou o discurso e engrossou o coro das entidades e dos atletas que estão pedindo o adiamento dos Jogos de Tóquio, no Japão, marcados para o fim de julho.

O comitê, um dos mais poderosos do mundo, aumentou a pressão em razão do crescimento de casos do novo coronavírus no mundo. No fim de semana, o COI (Comitê Olímpico Internacional) admitiu pela primeira vez a possibilidade de adiar os Jogos. A entidade disse que vai avaliar todos os cenários e anunciar uma decisão em um prazo de quatro semanas.

Poucas horas depois, os Comitês Olímpicos do Canadá e da Austrália anunciaram que não enviariam seus atletas para a capital japonesa em razão do risco de contaminação por Covid-19. Na sequência, o canadense Dick Pound, um dos integrantes mais antigos da cúpula do COI, disse à imprensa que a entidade já havia decidido internamente adiar o megaevento.

Antes disso, diversas entidades nacionais e federações internacionais já haviam manifestado o desejo de disputar os Jogos Olímpicos em outra data. O COB (Comitê Olímpico do Brasil) foi o primeiro a pedir publicamente o adiamento.

Até então, os dirigentes esportivos dos EUA mantinham uma postura mais cautelosa, pedindo mais tempo para avaliar a situação e observar como se daria o crescimento da pandemia. Na noite de segunda-feira (23), contudo, o discurso mudou em razão da pressão dos próprios atletas norte-americanos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Exportações agropecuárias devem ser pouco impactadas pela pandemia de coronavírus
Morre o francês Albert Uderzo, criador do personagem Asterix
Deixe seu comentário
Pode te interessar