Segunda-feira, 01 de Junho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Fair

Brasil “Comparado ao escândalo da Petrobras, mensalão foi brincadeira”, diz procurador-geral da República

Compartilhe esta notícia:

Rodrigo Janot (foto) também foi questionado sobre as investigações sobre o presidente da Câmara. (Foto: José Cruz/ABr)

“O mensalão revelou a ponta do iceberg dessa organização criminosa que hoje estamos investigando.” A frase sobre o “petrolão” – escândalo de corrupção na Petrobras revelado pela Operação Lava-Jato – foi dita nessa sexta-feira pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, durante palestra em Cambridge, nos EUA.

Janot participa de evento organizado por estudantes brasileiros da Universidade Harvard e do Massachusetts Institute of Technology que reuniu empresários, políticos e pensadores para discutir o futuro do Brasil.

“No mensalão, houve 40 denunciados e 25 réus condenados. Se vocês fizerem a comparação do que é hoje a Lava-Jato e o que foi o mensalão, o mensalão foi brincadeira”, disse Janot, arrancando risos da plateia. Ele ressaltou a importância daquela investigação para revelar o esquema, que ele considera ser um só. “Ainda há partes [do iceberg] que precisam ser descobertas”, afirmou.

O procurador-geral voltou a citar números da Lava-Jato: 1.177 procedimentos investigatórios instaurados em primeira instância, 574 mandados de busca e apreensão, 93 condenações e cinco prisões. No Supremo Tribunal Federal, houve 47 inquéritos judiciais, 118 mandados de busca e apreensão, cinco prisões preventivas e nove denúncias contra duas pessoas.

O procurador-geral também foi questionado sobre as investigações sobre o presidente da Câmara. “Nós oferecemos duas denúncias ao STF (Supremo Tribunal Federal). Há seis inquéritos em andamento, dos quais dois estão bem avançados.”

De acordo com ele, esses inquéritos devem se tornar duas novas denúncias e serão encaminhadas em breve ao STF. “No ano passado, o MP pediu o afastamento [de Cunha], agora depende do Supremo julgar o pedido.” (AG e Folhapress)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Michel Temer diz que não é amigo de Dilma e que não quer parecer conspirador
Em visita à Família Real britânica, Obama almoça com a rainha Elizabeth II e janta com o príncipe William
Deixe seu comentário
Pode te interessar