Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Mundo Contaminação pelo ar provocou 59% dos casos de coronavírus dentro de cruzeiro no Japão

Compartilhe esta notícia:

Com mais de 3,7 mil passageiros, o navio Diamond Princess chegou a ficar quase um mês em quarentena em um porto japonês

Foto: Reprodução
Com mais de 3,7 mil passageiros, o navio Diamond Princess chegou a ficar quase um mês em quarentena em um porto japonês. (Foto: Reprodução)

Pequenas partículas suspensas no ar tiveram papel decisivo na transmissão do novo coronavírus em um navio de cruzeiro no Japão, onde foram infectadas mais de 700 pessoas no início deste ano, de acordo com um estudo assinado por pesquisadores de Harvard, nos Estados Unidos.

Segundo o artigo, a transmissão pelo ar foi responsável por 59% dos contágios dentro da embarcação, e apenas 41% de todas as transmissões teriam sido feitas pelo contato com as gotículas de saliva. Para chegar a este número, os cientistas recriaram o surto em um computador e observaram os padrões nas taxas de contaminação.

O navio Diamond Princess foi apontado como um dos “hot spots” da pandemia ainda em fevereiro, quando poucos países confirmavam casos de Covid-19. Com mais de 3,7 mil passageiros, o navio chegou a ficar quase um mês em quarentena em um porto japonês.

“Essas descobertas ressaltam a importância da implementação de medidas de saúde pública direcionadas ao controle da inalação de aerossóis, além de medidas em andamento que visam evitar a contaminação por gotículas”, escreveram os autores.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Ministro da Infraestrutura diz que Brasil vive revolução ferroviária
O coronavírus pode ter ficado por até 70 anos em circulação silenciosa entre os morcegos
Deixe seu comentário
Pode te interessar