Quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Futebol Cristiano Ronaldo foi a “transferência mais barata da história”, diz ex-presidente do Real Madrid

Compartilhe esta notícia:

Ex-presidente afirma que ter levado o Cristiano Ronaldo para o Real Madrid foi uma aposta vitoriosa e um sucesso indiscutível. (Foto: Divulgação)

O ex-presidente do Real Madrid, Ramón Calderón, afirmou nesta terça-feira (7) que a contratação de Cristiano Ronaldo foi a “transferência mais barata da história”. O clube madrilenho pagou 94 milhões de euros pelo craque português, na transação mais cara do futebol até aquele momento.

“Pelos resultados alcançados, tanto pessoal como coletivamente, ter trazido o Cristiano Ronaldo para o Real Madrid foi uma aposta vitoriosa e um sucesso indiscutível. Mas não tive nenhum mérito, fiz o que qualquer presidente teria feito no meu lugar”. disse Calderón, em entrevista ao portal italiano “Tuttomercato”.

Calderón presidiu o Real Madrid de julho de 2006 a janeiro de 2009. A contratação de Cristiano Ronaldo ocorreu apenas em junho de 2009, mas o antigo presidente diz que a CR7 decidiu mudar de time ainda na sua gestão.

“Foi uma oportunidade única que não podíamos perder e, embora não tenha sido fácil de convencer o Manchester United, a decisão do jogador tornou as coisas muito mais fáceis. Na altura pensou-se que pagar 94 milhões de euros ao United fosse excessivo mas ouça, acabou por ser a transferência mais barata da história. Também tenho ótimas recordações do Fabio Cannavaro e do Ruud Van Nistelrooy. São dois exemplos como jogadores e como pessoas, que nos ajudaram muito, no campo e no balneário, a vencermos dois campeonatos consecutivos após três anos sem ter conquistado nenhum título espanhol”, afirmou.

Calderón também fez comentários sobre a Juventus, clube onde o craque português jogou até a última temporada, antes de acertar seu retorno ao Manchester United. Para o ex-presidente do Real Madrid, o clube italiano saiu perdendo com a transação.

“A Serie A sempre foi uma liga muito competitiva, com clubes que são referência no futebol mundial e com torcedores realmente apaixonados. Nesta temporada, parece que o Milan e o Inter são os melhores candidatos a conquistar o Scudetto, tal como o Nápoles. A Juventus não está no seu melhor, mas é sempre uma equipe a ter em consideração. Sem dúvida, a saída do Cristiano não os favoreceu. O CR7 é um jogador que dá muito pela equipe onde joga, não só pelos gols que marca, mas também pelo seu espírito competitivo que contagia os companheiros”, disse. As informações são do jornal O Globo e do site Record.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Futebol

Em duelo que decidiu a liderança do Grupo D da Liga dos Campeões, Inter de Milão perde para o Real Madrid e avança em segundo lugar
Grêmio, Bahia, Juventude e Cuiabá lutam por duas vagas na Série A de 2022; saiba o que cada um precisa
Deixe seu comentário
Pode te interessar