Quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Futebol Em duelo que decidiu a liderança do Grupo D da Liga dos Campeões, Inter de Milão perde para o Real Madrid e avança em segundo lugar

Compartilhe esta notícia:

O goleiro da Inter, Handanovic, comentou sobre a falta de eficiência do time nas finalizações. (Foto: Divulgação)

Em duelo que decidiu a liderança do Grupo D da Liga dos Campeões, a Inter de Milão foi derrotada pelo Real Madrid, por 2 a 0, nesta terça-feira (7), no Santiago Bernabéu, e avançou para as oitavas de final na segunda posição da chave.

Os italianos começaram a partida pressionando, mas foi para o intervalo em desvantagem. O Real Madrid abriu o placar aos 16 minutos, com um chute de fora da área de Kroos.

Asensio consolidou o resultado aos 33 do segundo tempo, com um golaço. Ele recebeu na entrada da área, ajeitou para a perna esquerda e finalizou.

Apesar da derrota, a Inter de Milão, que soma 10 pontos, também avançou para a próxima fase da competição. Os dois times já estavam classificados e decidiam apenas a liderança do grupo na última rodada.

O goleiro da Inter, Handanovic, comentou sobre a falta de eficiência do time nas finalizações.

“Tínhamos que ser mais cirúrgicos. Tínhamos que ter chutado mais ao gol quando estávamos com a posse de bola. Sabíamos que se quiséssemos ganhar tínhamos que arriscar alguma coisa. O único arrependimento é que estivemos na frente do gol em muitas ocasiões, mas não concluímos”, disse o goleiro da Inter de Milão.

Agora, a Inter de Milão aguarda o sorteio das oitavas de final da Champions League, que acontecerá na próxima segunda-feira, dia 13. Os jogos da próxima fase acontecerão entre fevereiro e março de 2022.

Na outra partida do grupo D, Shakhtar e Sheriff empataram em 1 a 1. Com o resultado, o time da Moldávia passou para a Liga Europa.

Paris Saint-Germain

O já classificado Paris Saint-Germain terminou a fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa em grande estilo com dobradinhas de Lionel Messi e Kylian Mbappé em uma vitória por 4 x 1 em casa sobre o Club Brugge, nesta terça-feira.

O atacante francês colocou a equipe do PSG na frente com 2 x 0 no placar nos primeiros sete minutos de jogo, e Messi acrescentou mais um antes do intervalo, além do quarto, de pênalti, já no segundo tempo.

O PSG estava com o segundo lugar no Grupo A garantido antes mesmo do pontapé inicial, já que o Manchester City, que perdeu por 2 x 1 para o RB Leipzig nesta terça na Alemanha, já havia assegurado a liderança do grupo com 12 pontos, um a mais que a equipe de Paris.

O Brugge foi eliminado das competições europeias após terminar em último no grupo, com quatro pontos, três atrás do Leipzig.

O goleiro visitante Simon Mignolet afastou o cruzamento de Nuno Mendes de forma atrapalhada e colocou a bola no caminho de Mbappé, que finalizou aos dois minutos para abrir o placar. O francês também estava lá cinco minutos depois, e marcou novamente após um passe de Angel Di Maria.

Mbappé é o jogador mais jovem a atingir 30 gols na Liga dos Campeões da Europa, a menos de duas semanas de seu vigésimo terceiro aniversário.

Messi fez o terceiro aos 38 da primeira etapa, com sua característica bola curva de fora da área, e embora Mats Rits tenha diminuído aos 23 do segundo tempo, o PSG esteve no controle durante todo o jogo.

Messi encerrou uma vitória confortável convertendo um pênalti aos 31 da etapa final.

A rodada desta terça também marcou a eliminação do Milan das competições europeias, após uma derrota de virada por 2 x 1 para o Liverpool que deixou a equipe italiana em último lugar da chave, depois que o Atlético de Madri venceu o Porto por 3 x 1. Os espanhóis ficaram em segundo, dois pontos à frente dos portugueses. As informações são das agências de notícias Ansa e Reuters.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Futebol

Messi fala sobre ser o melhor da história dizendo: “É algo que não me interessa”
Cristiano Ronaldo foi a “transferência mais barata da história”, diz ex-presidente do Real Madrid
Deixe seu comentário
Pode te interessar