Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Mist

Mundo Donald Trump suspende viagens da Europa para os Estados Unidos para conter o coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Suspensão durará 30 dias; exceção será o Reino Unido

Foto: Reprodução
Ficar em casa, não trabalhar doente e evitar reuniões e eventos com mais de 10 pessoas são as principais recomendações. (Foto: Reprodução)

O presidente norte-americano, Donald Trump, em pronunciamento na noite de quarta-feira (11), anunciou a suspensão de todas as viagens da Europa para os Estados Unidos durante 30 dias como forma de “proteger os americanos” do coronavírus.

A suspensão passará a valer a partir de sexta-feira (13) à meia-noite, mas não terá validade para o Reino Unido, que continuará tendo voos para os Estados Unidos. As restrições também não têm validade para quem tem residência permanente em território norte-americano. “Estamos respondendo com grande rapidez e profissionalismo [à ameaça do coronavírus]”, disse Trump.

O presidente destacou que tomou a decisão após consultar autoridades na área de saúde. Ele disse que essas medidas, “fortes, mas necessárias” foram tomadas para proteger a “saúde e o bem-estar de todos os americanos”. Trump considerou que as medidas vão reduzir a ameaça que o coronavírus representa aos norte-americanos de “forma significativa”.

Ele comparou a decisão de suspender os voos da Europa à restrição que os Estados Unidos fizeram de voos vindos da China e do Irã quando a crise do coronavírus começou. Trump criticou a forma como a Europa agiu e disse que o continente deveria ter tomado medidas similares e, com isso, evitado o crescimento do coronavírus no mundo.

Durante o pronunciamento, de mais de nove minutos, Donald Trump também disse que a crise do coronavírus não é financeira e que vai tomar ações de emergência para ajudar os norte-americanos diagnosticados com o vírus, que estejam em quarentena ou que precisem ficar afastados para cuidar de pessoas infectadas.

O presidente também pediu que o Congresso norte-americano aprove reduções fiscais com o intuito de ajudar a combater eventuais perdas econômicas que tenham sido causadas pelo vírus.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

O Rio Grande do Sul confirmou mais dois casos de coronavírus, totalizando quatro no Estado. No Brasil, o número já passa de 70
Governador Eduardo Leite reforça pedido de auxílio ao governo federal para minimizar danos da estiagem no Rio Grande do Sul
Deixe seu comentário
Pode te interessar