Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Futebol É fake que Christian Eriksen tomou vacina da Pfizer semanas antes de mal súbito em jogo da Eurocopa

Compartilhe esta notícia:

O jogador dinamarquês Christian Eriksen, de 29 anos, sofreu uma parada cardíaca. (Foto: Reprodução/Instagram)

Circula pelas redes sociais uma publicação que afirma que o jogador dinamarquês Christian Eriksen, de 29 anos, recebeu uma dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 e que a imunização foi a causa para o mal súbito que ele sofreu durante partida na Eurocopa contra a Finlândia no sábado (12). A afirmação é falsa.

O diretor-executivo da Inter de Milão, time atual do jogador, negou que ele tenha sido imunizado. Em entrevista ao canal esportivo de televisão Rai Sport, Giuseppe Marotta disse que o atleta “não estava com Covid-19 e também não foi vacinado”.

O médico da equipe, Piero Volpi, disse ao jornal Gazzetta dello Sport que Eriksen não havia mostrado sinais anteriores de um problema de saúde e que o caso ainda precisa ser avaliado.

“Nos próximos dias, ele fará exames minuciosos. Mas nunca houve um episódio que sequer remotamente sugerisse um problema, nem quando estava no Tottenham nem na Inter. Na Itália, os controles são muito rigorosos”, ressaltou Volpi.

A mensagem com o conteúdo falso foi publicada pelo blogueiro Allan Dos Santos no Twitter e soma mais de 10 mil curtidas na rede social. A postagem diz que “o médico-chefe e cardiologista da equipe italiana confirmou via rádio italiana que Eriksen havia recebido a vacina Pfizer em 31 de maio”. “Há especulações de que ele teve coágulo sanguíneo ou miocardite, nada ainda confirmado em relação à vacina, mas o questionamento é grande.”

Eriksen caiu sozinho aos 42 minutos do primeiro tempo. A equipe médica já confirmou que ele sofreu uma parada cardíaca. Foram necessários cerca de 13 minutos de tratamento em campo, incluindo choques de desfibrilados, antes de ele ser levado às pressas para o hospital.

A Federação Dinamarquesa de Futebol informou nesta segunda-feira (14) que a atual condição de saúde de Eriksen é “boa” e “estável”. No domingo (13), ele recebeu as visitas do goleiro Kasper Schmeichel e do zagueiro Simon Kjaer, capitão do time.

“Fizemos contato com ele ontem [domingo] e hoje [segunda-feira]. [Sua] condição é a mesma de ontem: boa, estável”, disse Jakob Hoeyer, o diretor de comunicação da associação dinamarquesa de futebol.

Os outros jogadores da Dinamarca disseram que disputarão os próximos jogos da Euro em homenagem ao colega.

“Ainda estamos no torneio. Agora temos que tentar ver se conseguimos ganhar isto e fazê-lo por Christian e fazê-lo pelos torcedores que estavam conosco, tão impotentes na situação quanto nós”, disse o goleiro da Dinamarca, Kasper Schmeichel, à emissora DR.

“Não tenho dúvida de que este time tem a união, a força para conseguir se unir e ir lá fazer algo especial”, acrescentou. As informações são do portal de notícias G1 e da agência de notícias Reuters.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Futebol

Jovens brasileiros buscam faculdades nos Estados Unidos para ingressar no futebol
Conheça os irmãos médicos que salvaram a vida de Christian Eriksen em partida da Eurocopa
Deixe seu comentário
Pode te interessar