Quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre Em Brasília, prefeito de Porto Alegre pede doação definitiva do prédio da Usina do Gasômetro

Compartilhe esta notícia:

Melo se reuniu com a diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica)

Foto: Gilmar Félix/Aneel
Melo se reuniu com a diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). (Foto: Gilmar Félix/Aneel)

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, conversou nesta segunda-feira (13), em Brasília, com a diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) sobre o destino da Usina do Gasômetro.

O prédio é cedido à prefeitura pela Eletrobras desde 1982. O objetivo, agora, é formalizar a doação definitiva do espaço, que é patrimônio cultural da Capital gaúcha e passa por reformas.

“Fizemos novamente um apelo para que haja um desfecho. Negociaremos também com a Secretaria do Patrimônio da União. Estamos muito confiantes que vai dar certo, apesar da burocracia que envolve todos os entes no País”, afirmou o prefeito, que estava acompanhado do secretário municipal de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Cezar Schirmer.

Em julho, Melo entregou um ofício ao presidente Jair Bolsonaro solicitando a doação da usina. Em agosto, o prefeito se reuniu, no Rio de Janeiro, com o presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, e recebeu sinalização positiva, considerando que a usina já se enquadra como inservível para a Aneel. A Eletrobras encaminhou documento à Aneel manifestando que não se opõe e apoia o pleito.

A Usina do Gasômetro passa por obras de recuperação no valor total de R$ 13 milhões. Os serviços atingiram 45% de execução.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

PT confirma Edegar Pretto como pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul
Governo federal lança programa habitacional para profissionais da segurança pública
Deixe seu comentário
Pode te interessar