Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

Capa – Caderno 1 Em Cuba, Raúl Castro é eleito deputado com 98% dos votos

Irmão de Fidel Castro (foto), que deixará a presidência do país no próximo mês, mas não se aposentará da política. (Foto: Reprodução)

O presidente de Cuba, Raúl Castro, foi eleito deputado com 98,77% dos votos do município de Segundo Frente, em Santiago de Cuba, o melhor resultado do país nas eleições gerais realizadas no dia 11 de março.

O irmão de Fidel Castro deixará a presidência do país no próximo mês, mas não se aposentará da política. Além da vitória no pleito, Raúl seguirá como líder do Partido Comunista de Cuba, responsável por controlar a estrutura de poder no país, até 2021.

Raúl superou em muito o segundo mais votado nas eleições gerais. Primeiro vice-presidente do país, Miguel Díaz-Canel, de 57 anos, foi eleito deputado em Santa Clara, sua cidade natal, no centro da ilha, com 92,85%. Na região ele é lembrado como um político competente e próximo desde quando ocupava o cargo de primeiro-secretário provincial do Partido Comunista de Cuba, entre 1994 e 2003.

Díaz-Canel, escolhido por Rául como vice-presidente do governo em 2013, é, para muitos analistas e observadores, o favorito para assumir a presidência no próximo dia 19 de abril, quando os novos deputados assumirão seus mandatos e escolherão o próximo líder.

A participação nas eleições gerais para escolher os 605 deputados da Assembleia Nacional foi de 85,65%. Segundo o governo de Cuba, apenas 4,32% foram brancos e 1,26% nulos.

Vários representantes históricos da Revolução Cubana foram eleitos com mais de 90% dos votos. O secundo-secretário do Partido Comunista Cubano, José Ramón Machado Ventura, de 87 anos, recebeu 92,86% dos votos em Guantánamo. O comandante Ramiro Valdés, de 85 anos, recebeu 90,7% dos votos em sua cidade natal, Artemísia.

Já Mercedes López de Acea, que não pertence à geração histórica, conseguiu 91,36% em sua região. Considerada como uma das políticas que deve manter papel relevante no novo governo cubano, ela é primeira-secretária do Partido Comunista em Havana e vice-presidente do Conselho de Estado.

O atual ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, foi eleito com 81,9% dos votos. Outros membros do governo de Raúl Castro também estarão no parlamento, como os ministros das Forças Armadas Revolucionárias, Leopoldo Cintra Frías, e o de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro, Rodrigo Malmierca.

Mariano Murillo, ex-ministro de Economia, conhecido como o “czar das reformas”, ficou com 79,9% dos votos do distrito da Praça da Revolução, em Havana. Na mesma zona, a filha do presidente Raúl Castro, a sexóloga e diretora do Centro Nacional de Educação Sexual, Mariela Castro, recebeu 83,9% dos votos.

Castro felicita Putin

Raúl Castro, felicitou nessa segunda-feira o líder da Rússia, Vladimir Putin, por sua “contundente vitória” nas eleições presidenciais, informaram veículos de imprensa da ilha. Castro enviou uma “cálido” mensagem de felicitação para seu colega Putin pela reeleição, indica uma nota publicada pela Cubaminrex, a página oficial da Chancelaria cubana.

Putin foi reeleito para um quarto mandato de seis anos à frente do Kremlin com 76,64% dos votos no domingo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Se a taxa básica de juros brasileira cair para 6,5% ao ano nesta quarta, a caderneta de poupança vai render 0,37% ao mês
As redes sociais não divulgam se houve punição para quem publicou informações falsas sobre a vereadora assassinada no Rio de Janeiro
Deixe seu comentário
Pode te interessar