Sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Ciência Espécie de cobra é descoberta no Himalaia graças a post no Instagram

Compartilhe esta notícia:

Uma simples foto feita por um estudante nos arredores de sua casa despertou a curiosidade dos cientistas. (Foto: Reprodução)

Descobertas científicas podem vir de onde menos se espera, como o quintal da casa de alguém. Mais especificamente, a de Virendar Bhardwaj, aluno da Universidade Guru Nanak Dev, na Índia.

Virendar passou os primeiros meses da pandemia em Chamba, cidade situada na base do Himalaia, a 220 km de sua universidade. O estudante aproveitou a pausa das atividades presenciais para se dedicar à exploração dos arredores, compartilhando fotos em sua conta no Instagram.

Acontece que, entre os vários cliques de répteis, pássaros e insetos, uma foto postada em junho de 2020 despertou a atenção de cientistas. Era o registro de uma pequena cobra preta e branca, que aparece também em um vídeo, sacudindo sua língua bifurcada.

Virendar identifica o animal como uma cobra kukri. É assim que são conhecidas as cobras do gênero Oligodon, porque seus dentes lembram uma kukri, adaga curva tradicional no Nepal.

Quem encontrou a foto na rede social foi Zeeshan Mirza, que estuda répteis e anfíbios no Centro Nacional de Ciências Biológicas da Índia. Ele percebeu que o animal era semelhante a uma cobra kukri comum (Oligodon arnensis), mas possuía diferenças em vários aspectos.

O cientista entrou em contato com Virendar e percebeu que a cobra, conhecida pela população local, parecia pertencer a uma espécie ainda não identificada. Então, uma equipe capturou duas cobras (um macho e uma fêmea) para examiná-las.

O estudo foi publicado recentemente na revista Evolutionary Systematics. Ele só saiu agora porque a pandemia prejudicou o funcionamentos dos laboratórios por lá – o que atrasou a investigação.

Na pesquisa, os cientistas analisaram uma série de aspectos das cobras, como seu número de escamas e o formato do crânio. Eles também coletaram DNA para comparar os genomas com os de outras espécies – outra estratégia usada para confirmar que uma espécie se trata, de fato, de uma novidade.

A suspeita logo se confirmou. A nova espécie foi batizada de Oligodon churahensis, em homenagem ao Vale Churah, local da descoberta. Ponto para o Instagram.

A região oeste do Himalaia possui uma grande variedade de répteis que os cientistas ainda estão começando a descobrir e documentar. Por isso, Mirza defende que mais pesquisas sobre a biodiversidade do local precisam ser feitas. É melhor Virendar continuar alimentando o seu perfil.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Parque da Guarita, em Torres, preserva derrames de lava de 135 milhões de anos
Príncipe William revela depressão após ajudar no resgate de um menino
Deixe seu comentário
Pode te interessar